Upload [Resenha da série]

Confesso que no primeiro momento que soube de Upload, achei que fosse mais uma série de ficção enrolada e sem graça, mas me enganei brilhantemente. A série é futurista, leve e com um enredo que apresenta bons mistérios!
No universo de Upload, estamos no futuro e as pessoas podem escolher morrer do modo tradicional ou guardar as memórias e viver num paraíso digital. Nathan (Robbie Amell) morre de uma maneira prematura e claramente suspeita. Usando um carro automático, ele sofre um acidente grave, mas não estava completamente lúcido para decidir se queria ou não morrer naturalmente, mas sua namorada insiste que ele vá para o Paraíso e vamos acompanhar o protagonista descobrindo como é esse pós-morte. O acidente que o envolve é suspeito, principalmente porque Nathan estava trabalhando numa forma de armazenar as memórias das pessoas de modo gratuito, já que o atual é bastante caro. 
Enquanto isso, conhecemos também a simpática Nora (Andy Allo) que trabalha na empresa que mantém Lakeview, lugar onde Nathan está. A personagem está viva é a guia de Nathan no além, chamada de Anjo, mas acaba se envolvendo emocionalmente com ele. Nora e Nathan forma um casal adorável, no melhor estilo de amor proibido e ainda temos o fato do protagonista se manter no seu paraíso digital as custas da namorada.
Ingrid (Allegra Edwards) é uma personagem confusa, superficial e completamente fora da casinha, passe a temporada inteira tentando descobrir se ela está diretamente envolvida na morte do namorado. E como Nathan perde parte de suas memórias, o mistério ronda até o último episódio, que termina com excelente gancho para a segunda temporada.
Além de apresentar uma boa premissa com um ótimo mistério e um casal carismático Upload acerta principalmente no universo criado. É interessante o mundo pós-morte, já que até depois de morto você pode ser o pobre do lugar e ter acesso limitado aos benefícios. Tem bugs, propagandas irritantes, tudo sendo cobrado, tudo muito artificial, ao mesmo tempo um bom espelho da vida real. E a série ainda conta com ótimos coadjuvantes, como a colega de trabalho de Nora Aleesha (Zainab Johnson) e o morto Luke (Kevin Bigley) que se torna amigo do Nathan, sem contar a criança irritante Dylan (Rhys Slack) desesperado para que a família envelheça seu avatar, o que nos proporciona um episódio sensacional sobre Deep Web.
Enfim, Upload, de Greg Daniels (The Office, Park and Recreation) foi uma grata surpresa, é um série divertida, ao mesmo tempo nos choca como o lito e a morte são tratados, é inteligente, tem um universo futurista muito bom e o melhor que já tem segunda temporada confirmada.
Vale destacar que a série está disponível no Amazon Prime Video
Michele Lima

5 thoughts on “Upload [Resenha da série]

  • 19 de maio de 2020 em 23:50
    Permalink

    Oi, Mi! Que diferente hein? Parece uma versão digital de O ceifador, sei lá. Eu nunca tinha ouvido falar mas até me interessei. E eu amo esse ator, acho ele lindo mas meio bobinho, então será bom ver ele de outra forma.
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    Resposta
  • 20 de maio de 2020 em 00:36
    Permalink

    Oiii Mi

    Eu não sabia bem o que pensar dessa série. Já ouvi dizer que era engraçada, mas a proposta toda não tava me convencendo. Gostei de conhecer tua opinião, saber que te surpreendeu e que o casal principal tem carisma pra prender a gente na estória. Acho que vou dar uma chance e conferir os primeiros capitulos pra ver se gosto.

    Beijos, Ivy

    http://www.derepentenoultimolivro.com

    Resposta
  • 20 de maio de 2020 em 22:24
    Permalink

    Não conhecia a série e estou arrependida agora de ter cancelado a assinatura na Amazon Prime rs
    Gostei da vibe futurista descrita e de como eles retratam luto e morte. É interessante normalizar ou até discutir sobre isso em produções de entretenimento, são temas, para alguns, tabu e desconstruir muita coisa que envolve isso, mesmo nos referindo a perdas e tristeza, é uma boa.

    https://monautrecote.blogspot.com/

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Uma Família Inusitada Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino
Dorama: Uma Família Inusitada Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino