Os Fabelmans [Crítica]

Nos últimos anos muitos longas abordam em sua análise central a perspectiva de tributo ao cinema diante das mais diversas peculiaridades e vertentes para representá-lo nas telonas. O renomado cineasta e roteirista Steven Spielberg, buscou essa oportunidade para realizar Os Fabelmans (2022), um projeto não somente de homenagem, mas inserindo suas próprias memórias ao mesmo.   

O jovem Sammy Fabelman (Gabriel LaBelle), vive no Arizona ao lado de suas irmãs, pais (Michelle Williams e Paul Dano) e amigo da família (Seth Rogen). Ao assistir O Maior Espetáculo da Terra (1952) em sua primeira ida ao cinema, o menino ganha uma locomotiva e câmera para reprisar sua cena favorita. Seu amor pelos filmes aumenta com o passar dos anos e começa a produzir seus próprios, mas a relação dos pais começa afetar todos do núcleo familiar.      

Spielberg coloca nesse projeto muito de sua juventude imerso na narrativa, mas em paralelo mostrando o drama a partir do poder das imagens, diante das lentes que proporcionam as mais diversas sensações aos espectadores. Assim, revelando pontos de vistas, sensibilidades, transformando a trajetória dos protagonistas e antagonistas, tudo filmado por Sam como a íris principal. 

A cosmologia converte a um sentido de progressão, por remeter tanto ao arco narrativo no belo desenvolvimento do personagem principal à suas descobertas e segredos para diversos problemas como: religião, fraternidade, paixão, adolescência e receber importantes lições de participações especiais para construir bagagens em suas visões sobre sua jornada particular.

Entretanto, incluindo também o conceito de “road movie” já que a família tem sempre o obstáculo das frequentes mudanças de estado por causa do trabalho de seu pai e acabam deslocando o próprio sentimento dos coadjuvantes em foco na maravilhosa atuação de Williams

O diretor tem a fama de transformar tópicos simples e dramas clichês de suas produções ao extranatural, aqui consegue novamente carregar em excelência a uma de suas grandes filmografias na carreira. Assim, fechando o ciclo da trama com reverência a história da sétima arte e mostrando o impacto gerado pelo fascínio do público à frente de projetores.

FICHA TÉCNICA

Título: Os Fabelmans
Título Original: The Fabelmans
Direção:  Steven Spielberg
Data de Lançamento No Brasil: 02 de janeiro de 2023
Universal Pictures Brasil

Lucas Venancio – @lucksre

One thought on “Os Fabelmans [Crítica]

  • 15 de março de 2023 em 15:40
    Permalink

    Parece ser um filme fascinante e incrível!

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!