7th Time Loop [Crítica do Anime]

Pelo amor de Deus que título de anime longo: 7th Time Loop: The Villainess Enjoys a Carefree Life Married to Her Worst Enemy! Acho que demora mais tempo para conseguir memorizar o nome do que para assistir a temporada, que é curta, apenas com 12 episódios!

Embarcando na minha empolgação de ver animes no Crunchyroll finalmente na TV de casa e dublados, “7th Time Loop” era o próximo da minha lista e embora não tenha gostado tanto como gostei de Diários de uma Apotecária, o anime me prendeu bastante com uma premissa diferente! Rishe tem seu noivado com o príncipe de seu país desfeito e é expulsa de casa, encontra uma companhia de comércio e vive uma vida completamente diferente do planejado. Porém, em 5 anos ela  acaba morrendo e descobre que está presa em um loop temporal. Ou seja, sempre depois de 5 anos ela morre e volta para o ponto em que seu noivado acaba. 

Em cada vida ela vive uma história diferente e agora na sétima tem em seu caminho o príncipe Arnold, responsável pelo seu assainato da vida anterior. Curiosamente Arnold se interessa por Rishe e seu seu jeito bem diferente de ser e que se casar com ela. Rishe, apesar da surpresa, aceita ser sua noiva, disposta a impedir a grande guerra que sempre acontece anos depois!

Geralmente histórias de looping me cansam pela repetição, mas aqui, ainda que o anime mostra em flashbacks algumas cenas de Rishe no passado, só acompanhamos realmente sua sétima vida, isto é, tudo é novo até para a protagonista.


Rishe é esperta e usa todas as suas experiências de vidas passadas para se dar bem nessa. Ela tem muito receio de Arnold que se tornou nas vidas passadas um tirano responsável por várias mortes, mas se mostra uma boa pessoa para ela.

Aos poucos vamos conhecendo melhor a personalidade Arnold e Rishe é uma ótima protagonista, que aprendeu a ser independente depois de tantas desgraças em vidas passadas. Vale ressaltar que apesar do título, de vilã, ela não tem nada!

O anime é bem leve, com cenas românticas e divertidas, sem ter uma história mais profunda, o que caberia perfeitamente no enredo, principalmente por conta de questões políticas. No entanto, mesmo sendo mais superficial a trama me agradou bastante, foi melhor do que eu imaginava, e fico na expectativa de uma segunda temporada (a meu ver bem necessária)!

Michele Lima

One thought on “7th Time Loop [Crítica do Anime]

  • 19 de maio de 2024 em 13:14
    Permalink

    Oi MI! Realmente o nome é gigante! Eu assisti esse anime e achei o começo muito empolgante, mas no decorrer dos episódios ele foi me decepcionando um pouco. Também acho que uma segunda temporada é o ideal, o dilema dela e do Príncipe ficou meio indefinido. No fim, ela vai evitar a guerra? Vai salvar sua vida?
    Bjos!!
    Moonlight Books

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+