Nada mais a perder [Resenha Literária]

Quando comentei com uma amiga que estava lendo Nada Mais A Perder de Jojo Moyes ela me revelou ter medo da autora. E quem não tem? Depois de Como eu Era Antes de Você eu achei que nunca mais teria coragem de ler outro livro da Jojo, quem não achou que jamais se recuperaria depois de Lou e Will? Eu tinha certeza de que ela me faria sofrer mais e mais vezes até a dor se tornar insuportável, mas não foi isso que aconteceu. Jojo Moyes me surpreendeu em Um Mais Um que é um livro muito fofo, em Depois de Você que é um livro de esperança e me encantou em Nada a Perder que é um livro maravilhoso! Como parte do universo do livro é desconhecido eu fiquei completamente envolvida nele e na história de Sarah e seu amor por um cavalo.
Sarah é uma menina de 14 anos que vive com seu avô e a grande alegria dos dois é cuidar e treinar Boo, o cavalo que ele comprou para a neta. Henri  tem passado para garotinha todos os ensinamentos aprendidos quando era um dos cavaleiros de uma academia francesa antiga e tradicional, a Le Cadre Noir, onde fazia apresentações inspiradas, executando manobras milenares em cima de cavalos majestosos. Avô veio ainda jovem e apaixonado para a Inglaterra e agora idoso, tem a alegria de ensinar a neta tudo que pode sobre equitação, até que um dia sofre um derrame e Sarah se vê sozinha no mundo.
Natasha encontra Sarah em uma situação constrangedora e apesar de ser advogada experiente e estar em uma fase onde desconfia das pessoas, ela resolve dar uma pequena ajuda para a garota. Ao levá-la para casa, elas descobrem que o apartamento onde Sarah morava com o avô foi arrombado e roubado e Natasha resolve então ligar para o ex-marido, pedindo-lhe ajuda no conserto da porta do apartamento. Como advogada de casos onde crianças são colocadas em situações alarmantes, Natasha sabe que precisa encontrar um lar temporário para Sarah, até que o avó saia do hospital. A advogada tem muito com o que lidar no momento, tem o fato de ela e Mac estarem vivendo na mesma casa apesar de separados e ainda cheios de mágoas pelo término do casamento, tem o seu trabalho e a possibilidade de virar sócia e tem seu novo relacionamento que não avança. Mac havia saído de casa há um ano e Natasha estava tentando refazer sua vida com um colega, Conor, separado e pai de duas crianças que só chamavam a ex de “ela”. No entanto, agora que Mac voltou, Conor não está nada satisfeito com a presença dele, apesar de todos saberem que ele só está lá temporariamente, até venderem a casa.
Sarah é uma boa menina, criada sob a rigidez de seu avô, mas ela não conta sobre o cavalo que vive nas instalações pertencentes a um amigo de Henri, chamado Cowboy John. O rapaz promete cuidar de Boo enquanto o avô da menina estiver no hospital, já que ela esconde a existência do cavalo com medo que o tirem dela. Sarah mata aula e diz que vai ao hospital, mas na verdade vai treinar com o cavalo na esperança de alimentar o sonho que ela e o avô têm de que ela vá para a academia na França. E assim começam as mentiras. Por mais que Mac, muito mais que Natasha, tente ajudar Sarah, ela continua distante e os dois, envolvidos na vontade de ajudar a menina que já tinha sido devolvida de dois lares provisórios, procuram dar a ela todo suporte necessário enquanto lidam com suas próprias dificuldades, o fim do casamento que nem terminou direito, a casa que Mac reformou durante quatro anos para eles e que agora precisam vender para seguirem com suas vidas longe um do outro.
Sarah vai visitar o avô quando pode e treinar o cavalo quando consegue, mas Cowboy John resolve vender os estábulos onde Boo fica hospedado e Maltese Sal, novo dono do lugar cobra de Sarah os aluguéis atrasados que Cowboy John tinha perdoado. Depois de uma atitude radical e eu diria nojenta de Maltese, Sarah não tem outra solução que não seja a de fugir com Boo e é exatamente isso que ela faz, foge e Natasha, Mac e Cowboy John vão atrás dela sem saber exatamente por onde procurar. Sarah tem ajuda nesta fuga, inclusive com o cartão de crédito de Natasha e como eles não querem envolver a polícia para não prejudicar a carreira da advogada e complicar a vida da menina, eles se aventuram nesta busca, e dentro de um carro pequeno percorrendo estradas sem saber se vão encontrar Sarah, os dois precisam se encontrar, encontrar os motivos para o fim do casamento e o fim de suas mágoas. Há mais sentimentos para administrar do que eles podiam imaginar e a viagem em busca da protagonista faz com que estes sentimentos se agitem dentro deles. Eles precisam entender muitas coisas, inclusive porque Sarah não confiou a verdade a eles.
Jojo desenvolveu uma história que me fez ansiar pelo desfecho. Há muitos mais detalhes nesta história, muitas situações criadas que ajudam Sarah a fugir e fazem Mac e Natasha irem atrás dela. 
Cada passagem, cada acontecimento, cada aflição enfrentada pelos personagens me faziam ficar mais agarrada ainda à leitura. As aventuras com sentimentos tão reais mexeram comigo, tomaram conta da minha vontade e eu tive horas de leitura extremamente agradável.
As citações sobre cavalos e equitação retiradas de um livro do discípulo de Sócrates de nome Xenofonte enriqueceram a leitura.
Não é preciso ter medo de Jojo Moyes, ela sabe fazer um livro encantador como Nada Mais a Perder, com finais bem definidos para todos os personagens, o que me fez ficar muito feliz. Adorei cada parágrafo e acho que quem não ler tem muito a perder!
FICHA TÉCNICA
Título:
Autora Jojo Moyes
Onde Comprar: Amazon
Marise Ferreira

31 thoughts on “Nada mais a perder [Resenha Literária]

    • 30 de novembro de 2016 em 15:54
      Permalink

      Não tem sacrifício e a história do cavalo é linda também! Pode ler com tranquilidade.

      Resposta
  • 30 de novembro de 2016 em 12:18
    Permalink

    Mulher tb tenho a mesma visão de livros da Jojo serem de drama, de morte, eu não gostei de Como eu era antes de você, mas vc me surpreendeu com a resenha desse, pode ser que eu dê uma chance pra ele
    http://www.byanak.com.br

    Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 15:55
      Permalink

      Pode sim dar uma chance, é um livro lindo, acho que você vai gostar.

      Resposta
  • 30 de novembro de 2016 em 12:22
    Permalink

    Oi, Marise! Tudo bem? Eu também tenho medo de ler algo da Jojo depois de Como Eu Era Antes De Você, mas confesso: sua resenha me tirou esse medo. Vou tentar ler o livro! 🙂 Adorei a resenha! <3

    Abraço

    https://tonylucasblog.blogspot.com.br

    Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 15:56
      Permalink

      Tony, este livro é do tipo sem medo de ser feliz, pelo menos no final, rsrsrs, pode ler sem medo mesmo!

      Resposta
  • 30 de novembro de 2016 em 12:58
    Permalink

    Oiê!

    Tirando 'Depois de Você', sou apaixonada pelos livros da Jojo. Esse ainda não tenho, mas me pareceu um pouco confusa a história, um monte de coisas acontecendo ao mesmo tempo…rs
    Mas se vc diz que a autora te fez querer chegar ao fim, deve ser confuso de uma maneira boa! rs

    Quero lê-lo!

    Ps.: As fotos estão lindas!

    Beijo, Bá.
    http://cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 15:57
      Permalink

      Talvez a minha resenha é que esteja confusa, porque eu não gosto de dar muitos detalhes senão acabo contando coisas que não devia, eu tento ao máximo passar apenas uma impressão do ponto forte da história. Talvez eu não tenha me expressado de forma clara. Mas leia que acredito você vai gostar.

      Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 15:58
      Permalink

      Luiza, tem que mudar mesmo, Jojo é incrível, vale a pena ler.

      Resposta
  • 30 de novembro de 2016 em 14:10
    Permalink

    Oi Marise
    Apesar do medo, eu adoro Jojo
    hehehehehehe
    Acho a maneira que ele escreve muito boa e interessante
    Esse ainda não li, li algumas resenhas e tô bem curiosa!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 15:58
      Permalink

      Fernanda, se puder, leia, é lindo!

      Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 15:58
      Permalink

      Quero demais que você leia!

      Resposta
  • 30 de novembro de 2016 em 17:40
    Permalink

    Acredito que todos os livros da Jojo tem uma mensagem forte a passar, acho que isso é o que torna a escrita especial.
    Eu li apenas "Como eu era antes de você" e não me envolvi com o romance, mas a história do Will me deixou bem reflexiva.
    Também estou com receio de ler outro livro da autora…

    Blog.
    Facebook.

    Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 23:51
      Permalink

      Eu já li outros 3 e todos foram muito mais leves que Como Eu Era Antes de Você. Pode perder o medo, eu garanto.

      Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 23:51
      Permalink

      Monique, eu não digo que sofri, acho que eu fiquei mais reflexiva porque as histórias dela são bem realistas, mas entendo sua posição.

      Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 23:52
      Permalink

      Ela não fala muito sobre hipismo, ela traz algumas notas que você pode ler ou não e fala de alguns movimentos, não chega a ser nem 1/4 do livro este assunto.

      Resposta
  • 30 de novembro de 2016 em 21:09
    Permalink

    Oláá!!
    Que bom que você gostou!
    Eu nunca li nada da Jojo, acredita?
    Eu tenho Como eu era antes de você, mas ainda não li.
    Sei que vou gostar, mas tenho MEDOO mesmo dessa mulher kkkkk
    Já sei o que me espera!
    Vou tomar coragem rs

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 23:53
      Permalink

      Thay, pode acreditar que você vai encontrar uma leitura divertida!

      Resposta
    • 30 de novembro de 2016 em 23:53
      Permalink

      Obrigada Loysla! Estou perdendo o medo da jojo, estou mesmo!

      Resposta
  • 1 de dezembro de 2016 em 00:49
    Permalink

    Oi Marise, tudo bem?
    Quanto a não precisam ter medo da Jojo, eu discordo… rsrsrsrs
    Nunca li nada da autora, e te confesso que tenho medo de insistir e acabar não curtindo. Não sei te explicar. Já estive com dois livros dela na mão, baratinhos e acabei desistindo de levar. Vamos ver se algum dia esta minha cisma passa e eu me aventuro a ler.
    Lia Christo
    http://www.docesletras.com.br

    Resposta
  • 1 de dezembro de 2016 em 03:24
    Permalink

    Oi Marise,
    Ah adorei a premissa desse livro, parecer ser bonito.
    Essa relação dela com cavalo e também os familiares, me ganhou.
    Ainda vou ter uma coleção da Jojo *.*
    Ótima resenha.

    tenha uma ótima quinta 😀
    Nana – Obsession Valley

    Resposta
  • 1 de dezembro de 2016 em 21:57
    Permalink

    Olá, Marise.
    Nunca li nada da autora, mas tinha um pé atrás porque ela sempre me pareceu meio dramática, sabe? Principalmente por causa do livro mais famoso dela. Contudo, lendo a sua resenha, pareceu-me ser outra autora completamente diferente. A premissa é muito boa e esses personagens mais verdadeiros, que transmitem sentimentos, com certeza irão me ganhar.
    Quero conferir, sem dúvidas.

    Desbravador de Mundos – Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    Resposta
  • 3 de dezembro de 2016 em 09:21
    Permalink

    Oi, Mari. Tudo bem?
    Eu ainda não li nada da autora, mas pretendo =D
    Mas acredito que começarei mesmo com Como eu era antes de você que eu desejo faz muito tempo. Ou então começarei com outro, para não ter toda aquela pressão de um livro tão adorado, sabe?
    Mas algum dia lerei alguma coisa dela hahahah
    Uma das coisas que mais gosto nos seus livros é a capa. E com esse não é diferente. Que capa maravilhosa!!!!!!!
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 6 de dezembro de 2016 em 22:47
    Permalink

    Olá, Mari!
    Confesso também ter receio em ler mais livros da Jojo! Pelo mesmo motivo que citou, a leitura arrebatadoramente emocionante de Como eu era antes de você. Tenho medo de me decepcionar ou algo do tipo, mas espero que isso não aconteça. A sinopse de Nada mais a perder, dentre os livros da autora, não me chamou muita atenção, mas confesso que sua resenha despertou minha curiosidade, se um dia tiver a oportunidade, lerei sim.
    Abraço!

    http://bloghistoriasliterarias.blogspot.com.br

    Resposta

Deixe um comentário para Luiza Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.