Brian Banks: Um Sonho Interrompido [Crítica do Filme]

Brian Banks: Um Sonho Interrompido entrou no catálogo da Netflix e eu tive que conferir porque adoro uma história baseada em fatos reais! Geralmente são histórias interessantes que sempre correm o risco de cair em certa mesmice e foi justamente o que aconteceu aqui.

Brian Banks (Aldis Hodge) tinha 16 anos e um futuro brilhante no futebol americano com uma grande possibilidade de se tornar jogador da NFL. No entanto, um encontro no corredor da escola muda sua vida. Brian e Kennisha (Xosha Roquemore) foram para uma ala que era conhecida como local de pegação entre os adolescentes, mas Brian desiste de ter qualquer coisa com a garota com medo de ficar encrencado. Ela, porém, o acusa de estupro.

Completamente perdido, assustado e pessimamente assessorado por sua advogada, Brian aceita fazer um acordo, mas o juiz mesmo assim o condena à prisão. Anos depois ele ainda precisa enfrentar a condicional e usar tornozeleira que o impede de chegar perto de escolas e parques. Brian não consegue arrumar emprego e sua vida fica empacada por conta das falsas acusações. Sem desistir, o protagonista busca incessantemente o advogado Justin Brooks (Greg Kinnear), conhecido por ajudar prisioneiros inocentes, mas ele hesita com Brian porque sabe que o caso dele será muito difícil sem novas provas, mesmo que absolutamente tudo no seu julgamento esteja errado.

Com persistência Brian procura provas para mostrar sua inocência, ao mesmo tempo que o filme vai nos explicando tudo com flashbacks.

A história é realmente interessante, mas peca por ser melodramática quando poderia ser só dramática e o roteiro cai em cenas que mais parecem palestras de coach motivacional. O ritmo lento no meio do caminho também atrapalha bastante, ficando as cenas dos tribunais (as melhores) apenas para o final.

Apesar de um enredo interessante e ótimos atores, Brian Banks: Um Sonho Interrompido acaba se tornando um filme bem piegas e mediano pelo desenvolvimento que soa preguiçoso, tendo um potencial para ser bem melhor do que foi.

FICHA TÉCNICA

Título: Brian Banks: Um Sonho Interrompido
Título Original: Brian Banks
Direção: Tom Shadyac 
Data de lançamento:  22 de setembro de 2018
Sony Pictures
Disponível até o momento na Netflix

Michele Lima

One thought on “Brian Banks: Um Sonho Interrompido [Crítica do Filme]

  • 20 de fevereiro de 2024 em 14:21
    Permalink

    Mesmo assim fiquei curioso em assistir. Parece ter uma trama encantadora.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está em HIATUS DE VERÃO do dia 03 de fevereiro à 06 de março, mas comentarei nos blogs amigos nesse período. O JJ, portanto, está cheio de posts legais e interessantes. Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!