Treta [Crítica da Série]

É estranho quando muita gente gosta de algo e você apenas acha “bom”. É o que acontece comigo com Treta, nova série da Netflix produzida em parceria com a produtora A24 (de Morte Morte Morte e Tudo em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo).

Uma briga besta de trânsito em uma estacionamento do mercado e tudo fica grande demais para ser justificado. Um dia de fúria eu até entenderia, não seria a primeira vez retratado em tela, inclusive, mas Danny Cho do versátil Steven Yeun e Amy Lau da comediante Ali Wong, vão muito além de uma pequena briga. 

É evidente que os protagonistas possuem sérios problemas, Amy é depressiva, deposita toda sua esperança na venda de sua loja para ficar mais tempo com a família. George (Joseph Lee), seu marido, é quem fica em casa cuidado da filha e o casamento deles não passa por uma fase muito boa. Dá um pouco de agonia em ver como Amy se esforça para agradar todo mundo. Ela tem plena consciência de que não é uma pessoa legal, não que todos ao redor dela seja. A empresária que quer sua loja é insuportável, seu marido é superficial, sua sogra é chata e depois percebemos que o passado da protagonista é bem complicado.

Do outro lado temos Danny, um cara com uma vida difícil em que tudo dá errado para ele. Também deprimido, tem uma relação tóxica com seu irmão que sofre mesmo sem saber das artimanhas do protagonista. Danny, do meu ponto de vista, é bem mais covarde do que Amy. É um personagem burro, mais burro do que eu imaginava, inclusive. Se por um lado o episódio de flashback me fez ver Amy um pouco melhor, o mesmo não foi o caso de Danny.


É possível notar que a série aborda temas excelentes. depressão, luta de classes e os protagonistas são asiáticos que precisam lidar com o que os “americanos” entendem sobre orientais. Tinha tudo para me empolgar, mas me senti em uma montanha russa. O começo foi bom, o meio foi um tédio, com o roteiro enrolando cada vez mais, para chegar no penúltimo episódio que foi o melhor de todos: ação, drama, suspense e sangue em tela! É quando temos o ápice de toda a confusão de Danny e Amy! Já o episódio final foi mais metafórico, poético e inteligente, só que apesar do plot twist bem no finalzinho, todo o resto entre a relação dos protagonistas é previsível. Afinal, eles são bem parecidos.

Em suma, Treta não me deixou viciada a ponto de querer ver um episódio atrás do outro, tive muitos problemas com o ritmo, com a narrativa, mas gostei dos temas, da reta final e principalmente do elenco. Steven Yeun e Amy Lau não me deixaram abandonar a série!

 Michele Lima



One thought on “Treta [Crítica da Série]

  • 18 de abril de 2023 em 14:35
    Permalink

    Nunca tinha ouvido falar dessa série. Confesso que não me interessei. Sua resenha está incrível, contudo.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!