Terra dos Sonhos [Crítica do Filme]

Terra dos sonhos na Netflix é aquele filme cheio de aventuras, mas igualmente cheio de metáforas, baseados nas tirinhas de Winsor McCay.

Nemo (Marlow Barkley) é uma garotinha que mora com o pai, Peter (Kyle Chandler), em um farol. Ele frequentemente conta histórias incríveis para ela, suas aventuras com Flip! Um dia o pai dela morre e Nemo é obrigada a largar sua casa e morar com seu tio, um homem antissocial que não sabe lidar com as pessoas, viciado em maçanetas. Phillip (Chris O’Dowd) até se esforça para se relacionar com a sobrinha, mas ela está cada vez mais distante, principalmente quando começa a sonhar com o antigo parceiro do pai.

Em seu sonho seu porquinho de pelúcia ganha vida e ela encontra Flip (Jason Momoa), um fora da lei que está procurando um mapa que o leva a um tesouro: uma pérola no fundo do mar que realiza desejos. Nemo encontra o mapa e embarca em um mundo de sonhos com Flip, na esperança de usar a pérola para encontrar seu pai. Enquanto nos sonhos Nemo vive um mundo de aventuras, na vida real ela tem dificuldade em seguir sem seu pai.

É interessante as portas no filme, Phillip gosta de maçanetas, objeto usado para abrir e fechar portas e para Nemo seguir o caminho do mapa, ela e Flip precisam encontrar portas nos sonhos dos outros. O luto também é bem presente na trama, depressão, a dificuldade do amadurecimento e da necessidade de sonhar. É curioso ver o sonho das pessoas que querem coisas que na vida real não podem ter. Importante destacar a vontade de viver nos sonhos tanto de Flip quanto de Nemo, aliás o personagem fanfarrão que acompanha a protagonista é símbolo também dos nossos desejos perdidos e de uma clara síndrome do Peter Pan.

Enfim, apesar do elenco ser bom, Marlow Barkley manda muito bem e Jason Momoa é um grande destaque, o longa acaba pecando no ritmo, ficou mais longo do que necessário, a direção realmente falha, e acaba sendo didático de modo ruim em outros momentos. No entanto, tem bons temas, cenários incríveis, ótimas metáforas, um universo que poderia ser explorado facilmente em uma série.

FICHA TÉCNICA

Título: Terra dos Sonhos
Título Original: Slumberland
Direção: Francis Lawrence
Data de lançamento: 18 de novembro de 2022
Netflix

Michele Lima

One thought on “Terra dos Sonhos [Crítica do Filme]

  • 9 de janeiro de 2023 em 16:37
    Permalink

    Parece ser uma ótima produção. Não tinha conhecimento ainda.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar com muitos posts interessantes. Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!