O Rei da TV [Crítica da Série]

Uma das coisas mais importante que se deve saber sobre o Rei da TV disponível no Star+, é que é uma biografia não autorizada. E mesmo autorizada, as biografias não são necessariamente 100% confiáveis. E neste caso fica claro que o roteiro e direção usam de alguns artifícios a seu favor, dando mais dramaticidade à narrativa, além de acrescentar personagens e cenas que não existiram.

A vida do apresentador Silvio Santos é contada por duas linhas do tempo, o que me incomodou um pouco o movimento de idas e vindas. Ainda que os dois autores que fazem o Silvio, José Rubens Chachá e Mariano Mattos Martins, tenham se saído bem

No passado Silvo está começando a carreira, primeiro camelô, depois no circo até que encontrou Manuel de Nóbrega e o baú da felicidade. Começou a trabalhar na Globo e iniciou sua rivalidade com Rossi (inspirado no Boni). Silvio teve que lidar com a arrogância dos patrões, seu desejo de ter uma emissora e uma esposa doente.

Temos um Silvio Santos canalha, picareta, mentiroso, trambiqueiro, a ponto de enrolar na série o Manuel de Nóbrega, usou “laranjas” para comprar parte da Record, egoísta a ponto de esconder a esposa.

Já na outra linha do tempo que se passa no fim da década de 80 temos um Silvo com problemas na garganta, que o faz ficar alguns dias fora do palco. E é neste momento que vemos Silvio com medo de ser irrelevante em seu próprio programa. Perder seu público para um jovem Gugu (um tanto caricato) e o pior perder a voz.


Fica claro que o SBT assim como seu programa precisa ser sempre centrado nele. Narcisista, Silvio não se importa em ter que fazer qualquer coisa para chegar ao poder. E quando, seu homem de confiança na série, Stanislau, mente, Silvio corta o mal pela raiz.

Foi muito triste ver Cidinha (interpretada pela excelente Roberta Gualda), a primeira esposa, sofrendo com o câncer e escondida porque o Silvio não queria que ninguém soubesse dela. Um tratamento diferente em relação a segunda esposa Íris Abravanel (Leona Cavalli)

Com oito episódios, o  roteiro conseguiu humanizar o mito Silvio Santos e deixar claro suas grandes ambições. Termina com um bom gancho pra segunda temporada. 

Michele Lima

2 thoughts on “O Rei da TV [Crítica da Série]

  • 1 de novembro de 2022 em 14:36
    Permalink

    Eu gostei da série, é possível ver alguns exageros na narrativa, mas no geral é muito boa e bem feita
    Abraços,
    Alécia, do Blog ArroJada Mix

    Resposta
  • 4 de novembro de 2022 em 13:21
    Permalink

    O povo tá criticando bastante essa série. Tenho vontade de ver somente como entretenimento mesmo, até por não ser um retrato da realidade né?

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar com muitos posts interessantes. Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!