Estante Trash: Fome Animal [Crítica]

Encerrando o Estante Trash de 2022, o maior de todos os filmes trash, o já clássico Fome Animal (1992).

O responsável é ninguém menos que Peter Jackson, que com um orçamento maior deu ao mundo as trilogias Senhor dos Anéis e O Hobbit, além de uma versão quase definitiva de King Kong.

Lionel (Timothy Balme) é um rapaz muito tímido e é totalmente submisso a sua mãe (Elizabeth Moody, ótima), até ela ser mordida por um macaco-rato da Sumatra, que transmite um vírud que transforma as pessoas em zumbis.

Esse é o pretexto para que sua mãe saia devorando animais e pessoas, deixando sua monótona vida mergulhada no mais puro caos. Lionel tenta esconder o fato, principalmente de Paquita Maria Sanchez (Diana Peñalver), moça por quem está apaixonado, mas a peste acaba se alastrando rapidamente e uma verdadeira horda de zumbis toma conta do bairro todo e invade sua casa.

Não fosse as várias situações hilariantes, Fome Animal seria impossível de se assistir. A quantidade de sangue é tanta que, sem humor, seria proibido em todos os países do mundo. Esse exagero todo é o que fez a fama de Peter Jackson e não por acaso, suas duas trilogias são a nata dos filmes épicos modernos. Ele extrapolou tanto no gore que em determinado momento, o impacto se vai quase por completo – convém lembrar a cada dois minutos que o sangue é falso.

É inacreditável, mas Fome Animal passou na TV aberta e às 3 da tarde nos televisores de tubo brasileiros. A única sequência cortada foi a cena de sexo do padre, que realmente deveria ter ficado de fora do corte final. O bebê grotesco que surge depois, é uma homenagem a outro clássico do gênero, Nasce um Monstro (1974), um quase trash de respeito muito bem dirigido também.

De tão bem realizado, considerando o baixo orçamento, um pouco mais de dinheiro estragaria o fator trash que é a essência de Fome Animal. O roteiro não pede um melhor acabamento e nem mais seriedade – Fome Animal é exatamente como deveria ser. Ponto para seu realizador que sabia muito bem o que estava fazendo.

Premiado nos principais festivais de filmes do gênero em vários países, Fome Animal completa 30 anos em 2023 e ainda é capaz de chocar bastante com sua mistura bizarra e sanguinolenta de terror e humor.

Típico filme que nos passa a certeza de que todos os envolvidos ali tinham total controle de tudo e por isso Fome Animal fecha com louvor nosso Top 10 do Estante Trash 2022.

O Na Nossa Estante agradece a todos que estiveram conosco nos prestigiando.

FICHA TÉCNICA

Título: Fome Animal
Título Original: Braindead
Diretor: Peter Jackson
Data de lançamento: 13 de agosto de 1992

Italo Morelli Jr.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!