Cobra Kai – 5º Temporada

Cobra Kai chega em sua quinta temporada na Netflix. Confesso que quando estava no Youtube, com pouco reconhecimento, eu não imaginava que a série chegaria tão longe, apesar de ser muito boa desde o início.

O final da quarta temporada foi um tanto angustiante com Tory (Peyton List) ganhando o torneio desonestamente e o Daniel (Ralph Macchio) e o Johnny (William Zabka) sendo obrigados a não terem mais seus dojôs. E ainda teve o Miguel (Xolo Maridueña) partindo do meio do nada em busca do pai! 

E é assim que começa a nova temporada, com Miguel no México e Johnny e Robby (Tanner Buchanan) atrás dele. É engraçado que o Miguel só sabe o nome do pai e facilmente o acha, que casualidade, né? Robby não está muito feliz com o motivo da viagem com seu pai, mas acaba embarcando nela para ter um relacionamento melhor com o Johnny. É claro que a união deles acaba tendo ótimos momentos!

Já Daniel trouxe Chosen (Yuji Okumoto) para ajudá-lo a enfrentar Silver e teve a ótima ideia de colocar o sensei japonês de espião no Cobra Kai, algo que foi descoberto rapidamente. A adição de Chosen na trama foi muito boa, não só na parte das lutas, mas também na parte cômica. No entanto, em termos de comicidade nada supera Johnny, William Zabka nasceu pra ser ator de comédia! Johnny de motorista de aplicativo é impagável, além de outra reviravolta na história dele com Carmen.

Tentando acertar as contas Johnny, se faz de mediador da paz entre Robby e Miguel, as tentativas são ótimas, a resolução é a cara da série. Ainda no núcleo jovem, Samantha (Mary Mouser) e Miguel dão um tempo, Robby e Tory têm problemas e Kenny (Dallas Dupree Young) está insuportável. Tudo bem que ele sofreu bullying do Anthony (Griffin Santopietro), mas o personagem se tornou intragável.

Silver quer ir além da expansão dos dojôs na região e recebe apoio da neta de seu ex-mestre. No entanto, o único que sabe dos seus planos é Kreese (Martin Kove) e assim, Daniel e Jonnhy vão fazer uma visitinha ao antigo vilão na cadeia. Aliás, o plot de Kreese preso sendo obrigado a revisitar o passado é ótimo.

E tem muito fan service com Johnny, Daniel e Chosen juntos e essa temporada até deu mais destaque ao núcleo adulto, ainda bem! O drama acaba tendo maiores proporções. Vale lembrar que tem a participação de Sean Kanan como Mike Barnes e Robyn Lively como Jessica Andrews

É verdade que o roteiro de Cobra Kai é cheio de conveniências, mas a série segue dosando bem o humor, ação e drama. Ótimas cenas de lutas corporais, um bom drama, inclusive familiar e ri várias vezes com Johnny e Chosen. Termina mostrando que tem gás para a próxima temporada. Uma pena ter só 10 episódios.

Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+