Do Fundo da Estante: A Maldição de Samantha

Um dos maiores sucessos das videolocadoras na década de 80 certamente foi A Maldição de Samantha. Quem assistia, recomendava, e nesse boca a boca, o VHS dificilmente parava na prateleira da saudosa Solar Vídeo da avenida Sapopemba.

Dois anos depois de A Hora do Pesadelo (1984), o diretor Wes Craven decepcionou seus fãs mais ardorosos, mas a verdade é que A Maldição de Samantha é uma pérola do terror oitentista, adorada até hoje.

Paul Conway (Matthew Labyorteaux) é um jovem gênio da ciência que chega à uma pequena cidade para estudar formas de inteligência artificial na universidade local. Uma de suas realizações de alta tecnologia chama-se Bee-Bee, um robô de dotado até de voz. E uma de suas novas amigas é sua vizinha Samantha (Kristy Swanson) que sofre nas mãos do pai alcoólatra. Numa só tacada, Paul fica sem Bee Bee e Samantha, que é morta acidentalmente pelo pai. Abalado, Paul decide inserir o chip de Bee Bee no cérebro de Samantha com o intuito de revivê-la, mas o resultado não sai como o esperado: ela se torna uma incontrolável máquina de matar.

Kristy Swanson tinha apenas 16 anos durante as filmagens, no que foi sua estreia no cinema. Ela achou muito desafiador interpretar uma adolescente “zumbi” com um cérebro robótico e que ainda se orgulha de seu trabalho no filme. Ela jogou a bola de basquete mais de cem vezes durante a cena da morte de Elvira, interpretada pela sempre ótima Anne Ramsey. O diretor Wes Craven insistiu para que ela jogasse o mais forte possível para indicar grande velocidade, num total de mais cem vezes. Swanson também disse que a cabeça falsa de Elvira estava recheada com cérebros reais de vaca que a equipe de produção pegou em um açougue. Kristy na verdade não jogou a bola de basquete diretamente na cabeça protética de Anne Ramsey ao filmar a infame sequência de explosão. Samantha arremessa a bola, mas quando corta para Elvira sendo decapitada, aquele arremesso foi na verdade da equipe de efeitos especiais. Isso foi feito por motivos de segurança, pois eles não queriam arriscar danificar um adereço caro para a cena.

A visão original do diretor Wes Craven e do roteirista Bruce Joel Rubin (De Alucinações do Passsado e Ghost) para o filme era um thriller de ficção científica sobrenatural com foco na macabra história de amor entre Paul e Samantha. Craven filmou esta versão do filme e a Warner Bros decidiu exibi-la para um público de teste composto principalmente por fãs de Craven. A resposta dos fãs foi negativa, criticando a falta de violência vista nos filmes anteriores.

No fim, deu tudo certo e todo fã de filme de terror que se preze, venera A Maldição de Samantha.

FICHA TÉCNICA

Título: A Maldição de Samantha
Título Original: Deadly Friend
Direção: Wes Craven
Data de lançamento:  10 de outubro de 1986 

Italo Morelli Jr.

One thought on “Do Fundo da Estante: A Maldição de Samantha

  • 22 de novembro de 2023 em 18:13
    Permalink

    Nunca tinha ouvido falar sobre esse filme. Obrigado por compartilhar.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar cheio de posts novos e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *