Ursinho Pooh – Sangue e Mel [Crítica]

Criado na década de 20, o Ursinho Pooh e os outros personagens que cercam o menino Cristóvão caíram em domínio público e a ideia de colocá-los num filme de terror parecia interessante. Só parecia…

Toda a idealização, produção e execução do “filme” (em aspas mesmo, porque jamais deveria ter sido feito) é a pior possível. Não há um único ponto positivo e o desleixo (não o amadorismo) parece ser de propósito pra zombar de quem saiu de casa e pagou pra ver um produto de tão baixo nível. Nem irei citar o nome do elenco e nem do diretor só por terem topado participar dessa bomba. 

Pooh e Leitão foram abandonados pelo menino Cristóvão que decidiu fazer faculdade e se casar. Adultos e famintos (e com as máscaras mais toscas da história) eles matam, devoram o burro Bisonho e assim que o agora adulto Cristóvão chega com a esposa para uma visita, são capturados. 

A pobre moça é morta com requintes de crueldade enquanto Cristóvão assiste, para em seguida a trama mudar de rumo com a chegada de um grupo de moças que tiveram a brilhante ideia de passar um fim de semana no meio do mato. 

Vendido como um slasher no trailer, esta encrenca não possui suspense ou tensão e sim uma sequência de assassinatos brutais, mal dirigidos, mal fotografados e interpretados. Uma sequência foi anunciada como se este primeiro tivesse sido um grande sucesso de crítica e público.

Nunca o cinema esteve numa fase tão triste e ruim. Lamentável.

Italo Morelli Jr.

One thought on “Ursinho Pooh – Sangue e Mel [Crítica]

  • 15 de agosto de 2023 em 13:28
    Permalink

    Gente. Nunca tinha ouvido falar dessa tragédia, mas fiquei curioso em assistir.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar cheio de posts novos e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+