Maravilhosa Sra. Maisel – 5ª Temporada [Crítica]

The marvelous Mrs. Maisel ou Maravilhosa Sra. Maisel começou em 2017 com muito sucesso, merecidamente! Ganhou prêmio na área não só por ser uma comédia sagaz, mas por ter um elenco incrível!

Na série, Miriam ‘Midge’ Maisel (brilhante Rachel Brosnahan) é boa esposa, mãe de dois filhos que foi traída pelo esposo e vai parar fazer stand up comedy em um clube! Susie (aqui também brilhante Alex Borstein) logo de cara percebe o talento incrível da protagonista e a partir de então se torna sua agente. Sem dúvida a amizade das duas é o grande ponto da série e a questão mais abordada agora em sua última temporada.

Ao longo das cinco temporadas a gente acompanha a dificuldade de Midge em conseguir sucesso, sempre quando parece que ela vai emplacar algo acontece que a impede. E além de ver a batalha nos show business temos os seus relacionamentos amorosos, sua relação de cumplicidade com Joel (Michael Zegen), seu ex-marido, seus filhos e sua família completamente maluca. Abe (Tony Shalhoub) interpretado pelo premiado Tony Shalhoub (de Monk) e sua mãe Rose (Marin Hinkle) formam um casal maravilhoso que passa por dificuldades financeiras e os sogros de Maisel também ganham bastante destaque, também como um casal completamente maluco.


É de se destacar o texto rápido da série, um roteiro que realmente acho que não é pra qualquer um. De referências américas, judaicas e populares, as ideias são bem inteligentes e o ritmo é alucinado. A família grita o tempo todo e por vezes parecem que não se escutam. Como esquecer a maravilhosa cena na Roda Gigante na quarta temporada?

Maravilhosa Sra. Maisel sempre foi uma série feminista, Midgel se separa, começa a trabalhar, focando na sua vida profissional e ainda tentando que cuidar dos filhos. Os figurinos são de encher os olhos, bem como a ambientação!

A série perde o fôlego em alguns momentos, mas ainda assim fiquei triste com o final, poderia ter esticando por mais um temporada que eu não teria reclamado, até porque são poucos episódios por temporada.


Enfim, a série termina sem decepcionar. É certo que alguns pontos poderiam ter sido mais trabalhados, personagens que aparecem sem ter um conclusão como gostaríamos, mas o final da protagonista com sua agente é muito bem trabalhado. Aliás, a quinta temporada já começa com cenas do futuro nos entregando respostas e levando outras perguntas que foram devidamente respondidas no fim. 

Um final emotivo e engraçado, como deveria ser! Maravilhosa Sra. Maisel fará falta. 

Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+