Glória e Ruína [Resenha Literária]

Graça e Fúria foi um dos meus livros favoritos do ano passado (CLIQUE AQUI), eu amei tanto esse livro que fiquei com ele por dias na minha mente, além de marcar o livro quase todo. Sem contar que eu tinha acabado de criar o quadro de temporada de entrevistas de autores para o blog e a Tracy foi uma das autoras internacionais que eu procurei e me respondeu. Eu precisava conhecer mais desse universo criado por ela. Para conferir a entrevista CLIQUE AQUI.
Quando ela falou um pouco de Glória e Ruína na entrevista, fiquei ainda mais ansiosa para saber o desfecho que ela ia dar para as irmãs Tessaro. E quando esse segundo e último volume da duologia chegou em minhas mãos, fiquei muito ansiosa para ler, mas ao mesmo tempo fiquei com medo. Não sei o motivo, mas tenho certo medo de ler os últimos volumes de séries que amo.

Nesse desfecho as irmãs Serina e Nomi Tessaro estão diferentes, pois elas passaram por muitas coisas. No volume anterior, Nomi foi mandada para a ilha que é uma prisão para mulheres consideradas rebeldes, lá ela teve que lutar para sobreviver. Enquanto isso Serina teve que aprender a ser uma Graça e a ficar à disposição do príncipe Malachi. No entanto, Serina não desistiu de resgatar a sua irmã, por causa desse desejo e suas ideias, ela foi traída pela pessoa que ela pensava que gostava dela e acreditava nos mesmos ideais.

Por causa dessa traição. Nomi vai parar na ilha onde está a sua irmã juntamente com o príncipe Malachi. Assim, quando elas se reencontram, as irmãs quase não se reconhecem. O susto maior é da Nomi, que encontra uma irmã totalmente diferente que já foi um dia. Depois das duas colocarem a conversa em dia, elas se juntam para mudar toda uma visão de uma sociedade. E mudar de vez o destino de todas as mulheres de Bellaqua. Se não bastasse isso, as duas ficam sabendo que o irmão delas está em perigo. Mesmo não querendo, as duas terão que se separar para conseguirem alcançar esse objetivo. 
Serina terá que liderar um grupo de mulheres rumo a uma cidade chamada de Azura, onde elas poderão voltar a viver de uma forma civilizada. E a Nomi terá que retornar à capital juntamente com Malachi, para enfrentar o usurpador do trono. No entanto, os planos nem sempre funcionam da forma que planejamos. E com as irmãs Tessaro, acontece a mesma coisa. Elas terão muitos acontecimentos que não estão planejados.
Tracy fez de Serina uma das minhas personagens favoritas da vida. Quando eu li a sinopse de Graça e Fúria eu pensei que Nomi seria a minha protagonista favorita, porém ao decorrer do enredo, me vi encantada com a Serina. E nesse segundo livro, não foi diferente, ela foi a personagem que mais me deixou vidrada. Tanto com suas atitudes como seus pensamentos. 

Além disso, a autora traz quotes bem fortes e que me deixaram sem ar e me fizeram refletir não só sobre a história, mas algumas situações atuais que vivemos.

Entretanto, não consegui gostar tanto desse volume como o seu antecessor. Achei a narrativa dele um pouco corrida e apesar dos acontecimentos da reta final, achei que faltou alguma coisa. Não sei, se foram as minhas expectativas que estava alta demais que fez o livro não render tanto, mas acredito que foi a narração corrida da autora, ela poderia ter incluído mais um livro facilmente.

Enfim, apesar da ressalva, o livro é ótimo, principalmente para quem ama personagens femininas maravilhosas com letras maiúsculas e um enredo cheio de mensagens fortes para as mulheres, principalmente para a sociedade. Super indico a leitura dessa duologia que se tornou uma das minhas favoritas!

FICHA TÉCNICA
Título: Graça e Ruína
Autora: Tracy Banghart
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon
 

Ariane de Freitas

4 thoughts on “Glória e Ruína [Resenha Literária]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+