Reinações de Narizinho [Resenha Literária]

Monteiro Lobato foi escritor, diretor, produtor, contista, ensaísta e tradutor, mas é mais conhecido popularmente por conta de seus livros infantis e nos últimos tempos também pela questão sobre o racismo. Há quem diga que Lobato era racista (e eu me incluo nessa), mas é inegável também que o escritor vivia num mundo bastante diferente do que é hoje, com costumes bem diferentes. O que antes parecia ser uma brincadeira, hoje já temos mais recursos para identificar como algo nada saudável.
E pensando nisso, em situar Monteiro Lobato no seu contexto histórico, que a Companhia das Letrinhas nos apresenta uma edição que contém um compilado de histórias o Sítio do Picapau Amarelo com uma introdução excelente que nos explica quem era o escritor e a cada momento necessário existe uma nota explicativa que ensina as crianças um pouco da sociedade da época. 

A edição nos lembra que a escravidão era um memória recente e por isso, por exemplo, Dona Benta era a sinhá, Tia Nastácia considerada Negra de Estimação. No entanto, outras questões interessantes aparecem na obra, como a Narizinho, uma personagem feminina impetuosa e inteligente, bem como Emília. De certa forma a cada intervenção do editor que aparece no livro é um chamado para as crianças refletirem sobre o tema. 
A obra apresenta 11 histórias: Narizinho Arrebitado, O sítio do Picapau amarelo, O marquês de rabicó, O casamento de Narizinho, Aventuras do Príncipe, O gato Félix, Cara de Coruja, O irmão do Pinóquio circo de cavalinhos, Pena de papagaio, O pó de pirlimpimpim, além de curiosidades e introdução, tudo com ilustrações de Lole e capa dura

Vamos acompanhar o surgimento de Emília que deixa de ser uma simples boneca da pano para ter voz e atitude, às vezes bem interesseira, já que é assim que Narizinho convence Emília a se casar com o Marquês de Rabicó. Temos também a chegada do Pedrinho, o Visconde de Sabugosa e tantos outros personagens, inclusive de contos de fadas. Em A cara de Coruja temos as princesas como Cinderela, Branca de Neve, se divertindo com Narizinho. E todo o universo criado por Monteiro Lobato é fantástico, as histórias com o príncipe peixe, noivo de Narizinho, nos mostra uma ambientação marinha encantadora. E o uso do pó de pirlimpimpim, em que a pessoa cheira e viaja para outros mundos, algo bem curioso, 
É evidente que Narizinho é grande protagonista das histórias, ela conduz boa parte das tramas, encara o casamento (ainda que de mentirinha) com certa naturalidade, ainda quer manter sua independência apesar de casada, e consegue lidar com Emília que é uma personagem complexa, simpática em alguns momentos arrogante, com frases racistas em tantos outros. E Tia Nastácia com sua enorme sabedoria popular também tem importância na obra.

Monteiro Lobato trabalha com o realismo fantástico e em alguns momentos suspeitamos de que tudo não passa da imaginação das crianças, mas ao embarcar na fantasia delas nos aventuramos por mundo desconhecidos e personagens inusitados. Todos interagem no sítio, a boneca, formiga, vespa, um sabugo de milho, qualquer um pode ter nos entregar diálogos imaginários. 
E é preciso também falar da linguagem. Em O irmão Pinóquio, descobrimos que Dona Benta fazia uma espécie de tradução do português de Portugal para o do Brasil para ajudar as crianças a entenderem as histórias. E os livros do Sítio do Picapau Amarelo possuem uma linguagem mais infantil, mas próximas dos infantojuvenis, além de vários termos do interior, que são explicados na edição.

Reinações de Narizinho é uma excelente oportunidade para conhecer as histórias de Monteiro Lobato, toda a polêmica que o envolve e ainda embarcar em ótimas aventuras, sem deixar de refletir sobre questões raciais.

FICHA TÉCNICA
Título: Reinações de Narizinho
Autor Monteiro Lobato
Nota: 5/5
Onde Comprar: Amazon
 

Michele Lima

9 thoughts on “Reinações de Narizinho [Resenha Literária]

  • 15 de setembro de 2019 em 14:18
    Permalink

    Olá, Michele.
    Eu li os livros dele depois de grande, mas apreciei as aventuras dessa turminha da mesma forma. Eu sempre achei que tudo aconteceu mesmo e não era só fantasia deles não. Sou criança igual hehe. Quanto a questão do racismo se formos ver a grande maioria dos autores dessa época e antes disso serão considerados racistas hoje em dia.

    Prefácio

    Resposta
  • 15 de setembro de 2019 em 14:41
    Permalink

    Oi, Michele!
    Achei bem legal essa edição elaborada sobre as histórias que conhecemos há tanto tempo. As ilustrações estão lindíssimas.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    Resposta
  • 15 de setembro de 2019 em 16:17
    Permalink

    Oi Mi! Eu li obras do autor na infância e as guardo com carinho, acho que são muito ricas e não podem deixar de ser conferidas pelo leitor mais jovem e pelo mais velho também. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta
  • 15 de setembro de 2019 em 21:54
    Permalink

    Oi Mi,
    Quanta nostalgia ver um livro do Monteiro Lobato!
    Creci em uma escola onde ele era bem querido e divulgado, lembro das idas a biblioteca para conversar sobre.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    Resposta
  • 16 de setembro de 2019 em 03:53
    Permalink

    Olá,
    A edição está bem bonita e achei bacana esses pontos que o editor sinaliza.
    Minha mãe sempre foi bem mais fã do Sítio do que eu, rs.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    Resposta
  • 16 de setembro de 2019 em 04:15
    Permalink

    Nos últimos tempos eu tinha realmente ouvido falar em uma discussão sobre o racismo do autor (sobre ele e Lovecraft também) mas nunca tinha lido alguma passagem que remetesse isso até pouco tempo atrás e fiquei bem chocada. Realmente, outros tempos e outra realidade. Gostei do fato de a editora ter adicionado notas de rodapé e explicado sobre a época em que o livro foi escrito. Ajuda a conscientizar um pouco mais as crianças.
    O Sítio me dá uma sensação de nostalgia tão gostosinha. A editora arrasou no livro, ficou bem bonito.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!