5 motivos para assistir SuperMães!

Eu vivo para enaltecer SuperMães! E estou aqui para compartilhar essa série maravilhosa que está disponível na Netflix! Eu não sou mãe e há anos decidi não ser, não quer dizer que eu não tenha empatia por problemas na maternidade, muito pelo contrário e comecei a ver série pensando justamente nisso. No entanto, apesar do primeiro episódio ruim (nem parece roteirizado), eu descobri uma série incrível que fala de problemas femininos, não só sobre a difícil jornada de ser mãe, mas também sobre assédio, ambiente de trabalho, aborto, adultérios, romances e muitos outros temas!

Confira abaixo os 5 motivos para ver SuperMães:

Maternidade
Com certeza o foco da série, principalmente na primeira temporada, é a maternidade. A amamentação, a volta ao trabalho depois que acaba a licença-maternidade, depressão pós-parto, entre outros temas relacionados a ser mãe! E também temos a paternidade em pauta, com um dos personagens, Ian (Dennis Andres), querendo ser pai em tempo integral.
Sororidade

Kate (Catherine Reitman) e Anne (Dani Kind) são as as principais personagens e são super amigas. A amizade delas é incrível, já que uma ajuda a outra em momentos terríveis da vida delas. No entanto, o grupo de mães que se encontra frequentemente para falarem de assuntos maternos também é ótimo e acabam todas se ajudando bastante, mesmo com divergências no comportamento de cada uma. As mães não são exatamente iguais.

Feminismo

SuperMães aborda o feminismo de uma maneira bem crua e honesta. Nem tudo são flores na maternidade e isso fica bem claro na série. Kate enfrenta dificuldade em voltar a trabalhar, já que se culpa pela ausência em casa e vive num ambiente bem machista, ela própria às vezes faz comentários nada feministas, acostumada a viver num ambiente bastante agressivo em relação às mulheres. No entanto, Kate é uma mulher que ama seu filho, mas também ama a profissão e conciliar as duas coisas não é nada fácil. Em um determinado momento da série, uma das personagens precisa decidir sobre uma possível aborto e forma como o tema foi tratado foi excepcional. 

Personagens

Todas as personagens são excelentes, exceto a Jenny (Jessalyn Wanlim) que é bem intragável, mas até mesmo ela tem um plot interessante, uma vez que a maternidade não foi algo positivo na vida dela. Kate trabalha em relações públicas e enfrenta um ambiente profissional machista. Anne é psicóloga, tem problemas com a filha mais velha, sente ciúmes da babá e na segunda temporada até enfrenta um colega de trabalho abusivo. Frankie (Juno Rinaldi) é lésbica e passa por uma depressão pós-parto severa que afeta seu casamento. Jenny não se adapta a maternidade e o marido quer ficar em casa cuidado da filha, Val (Sarah McVie) é a líder do grupo de apoio e ao longo das temporadas vai ficando cada vez mais surtada e engraçada.

Comédia e dramas

Apesar de ter temas bem sérios, a série é de comédia e é impossível não rir com os diálogos ácidos entre as personagens. Mães chapadas, irritadas, cansadas, estressadas e honestas. É um humor refinado e inteligente e ainda assim, em alguns momentos, a gente consegue sentir o drama de cada uma delas.

SuperMães é uma série canadense, muito curta para meu gosto tanto em episódios quanto a duração deles, mas é viciante. As três temporadas estão disponíveis na Netflix.

Michele Lima

6 thoughts on “5 motivos para assistir SuperMães!

  • 14 de setembro de 2019 em 14:55
    Permalink

    Oi Michele.
    Adorei o post. Queria ver essa série pela temática da modernidade mas acho que vou encontrar bem mais do que isso levando em consideração todos os pontos que você ressaltou. Adorei a resenha.
    Beijos
    Blog: Fantástica Ficção

    Resposta
  • 15 de setembro de 2019 em 02:14
    Permalink

    Oi
    já vi o banner dessa série, mas nem sabia sobre o que falava direito, até pensei que era um documentário, mas pelo que comentou parece ser bem interessante de se assistir.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    Resposta
  • 6 de julho de 2021 em 16:26
    Permalink

    Achei bem escrota essa série. Não deveria se chamar Supermães pq se super mães as personagens n tem nada. Uma até abortou. Só pensam nelas mesmas

    Resposta
  • 26 de junho de 2022 em 22:44
    Permalink

    Assistindo, mas achando chato porque não me identifico com esse estilo de roteiro pq a cultura “americana” é muito diferente da nossa, brasileiras, e sinceramente acho q tem muita burrice nas personagens, me senti cansada dos dramas ingênuos e as psicoses de cada uma das personagens.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!