Mal Nosso [Resenha do Filme]

Todos sabem o quanto é difícil fazer cinema no Brasil e filmes de terror, mais ainda. Mesmo com os caminhos abertos pelo icônico José Mojica Marins, o Zé do Caixão, fazer cinema de gênero em terras brasileiras sempre foi complicado. 
Mal Nosso vem pra mostrar que uma ideia na cabeça e uma câmera na mão, muito trabalho, persistência e resistência pode gerar resultados positivos.
Ainda que o roteiro emule situações já vistas em outras produções, Mal Nosso é bem estruturado, a maquiagem impressiona, e é coerente em sua proposta. O único senão é o aparentemente insolúvel problema nacional de captação de som, o que por muitas vezes tornam os diálogos inaudíveis. Fato que também ocorre no ótimo O Animal Cordial.
Ambientado em São Paulo, Mal Nosso mostra a história de Arthur (Ademir Esteves, em atuação introspectiva) um médium pai solteiro que contrata um matador profissional (Ricardo Casella) via deep web. Após cumprir a sua surpreendente missão, vemos em flashback o que realmente motivou Arthur e as inevitáveis e macabras consequências. 
Há ecos de O Exorcista, O Sexto Sentido e as intervenções do palhaço no picadeiro (Anthony Mello), como se estivesse no além vida, é puro David Lynch.
O diretor Samuel Galli ainda capricha nos enquadramentos e aproveita ao máximo os cenários urbanos que não restringem a obra apenas ao estado de São Paulo – Mal Nosso poderia se passar em Nova York ou Paris, sem maiores alterações. Essa universalidade fez com que o filme fosse muito bem recebido em vários festivais de cinema mundo afora, como Night Visions, Stiges e Rojo Sangre e premiado no festival mexicano Macabro.
Ao final, lamentamos o descaso político da cultura em nosso país e fica a certeza de que se Mal Nosso fosse produzido em Hollywood, teria distribuição mundial e uma grande campanha de marketing, ao invés de ter sido reconhecido primeiro no exterior pra depois ser lançado aqui. 
O verdadeiro Mal não deixa de ser nosso mesmo, eleito por nós e comandando nossas vidas. 
Trailer:

FICHA TÉCNICA

Título: Mal Nosso
Direção: Samuel Galli
Data de lançamento no Brasil: 14 de março de 2019
Nota 3,5/5

Italo Morelli

4 thoughts on “Mal Nosso [Resenha do Filme]

  • 23 de março de 2019 em 15:25
    Permalink

    Oi Italo
    Eu nunca assisti nenhum filme de terror nacional, mas também pelo histórico a gente sempre imagina que vai ser ruim. Bom saber que Mau Nosso não é de todo ruim, mas pra mim ainda falta investimento mais nessa área e no gênero.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    Resposta
  • 23 de março de 2019 em 15:30
    Permalink

    Olá,
    Eu amo filme de terror, então quando vi as estreias do mês já fiquei de olho nesse e bem feliz por ser nacional. Espero curtir.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.