Lift: Roubo nas Alturas [Crítica do Filme]

Lift: Roubo nas alturas entra na categoria de muitos outros filmes da Netflix: medianos e sem alma. Completamente genérico!

Na trama temos um grupo de assaltantes, liderados por Cyrus (Kevin Hart)! Cada personagem tem sua função dentro da equipe e a direção nos mostra bem o que cada um pode fazer! O que me fez até achar que o longa poderia ser melhor do que realmente foi! Na introdução vemos a Interpol tentando pegar Cyrus e sua equipe em um leilão de uma cara NFT, quando na verdade os assaltantes estavam de olho em um Van Gogh. Depois de uma tentativa frustrada de prender os ladrões, a Interpol pede um acordo com Cyrus, eles precisam que a equipe dele roube barras de ouro designadas a um poderoso mafioso.

Cyrus aceita trabalhar para a Interpol principalmente por conta de Abby (Gugu Mbatha-Raw), um antigo caso dele. Os dois ficaram 5 dias juntos, mas com identidades falsas, quando descobriram o que cada um fazia, se separaram. No entanto, é perceptível que existe uma faísca entre os dois. Entre muitas cenas de ação e planos mirabolantes, temos também um pouco de comédia, afinal, Kevin Hart é bem conhecido no gênero. O ator já fez filmes com toques bem dramáticos como Paternidade, mas aqui Hart fica bem deslocado. O longa não tem comédia suficiente, nem drama e o personagem não convence muito na ação. Nem acredito que seja culpa do ator, mas sim do roteiro que é bem fraco.

O elenco também conta com Úrsula Corberó, Tóquio de La Casa de papel, e sua personagem, assim como outros da equipe ficam como meros coadjuvantes com muito potencial, mas quase nada trabalhados. Billy Magnussen faz Magnus, um arrombador de cofre excêntrico que poderia ter rendido muito mais no filme, por exemplo.

Com direção de F. Gary Gray (MIB: Homens de Preto – International), o longa tem uma história até que boa, mas não apresenta nada de inovador, inclusive, está longe de entrar na minha lista de melhores filmes de roubo. A sensação que fica é que o bom elenco segura bem a trama, com uma boa química e bons personagens mal explorados. 

FICHA TÉCNICA

Título: Lift: roubo Nas Alturas
Título Original: Lift
Direção: F. Gary Gray
Data de Lançamento: 12 de janeiro de 2024
Netflix

Michele Lima

One thought on “Lift: Roubo nas Alturas [Crítica do Filme]

  • 16 de janeiro de 2024 em 17:08
    Permalink

    Parece ser um bom filme. Obrigado por compartilhar.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar cheio de posts novos e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!