Dra. Cha [Crítica]

Dra. Cha me conquistou logo no primeiro episódio que apesar de começar bem dramático engatou vários momentos de bastante comicidade!

Cha Jeong-suk (Uhm Jung-hwa) é um mulher extremamente generosa, vive para cuidar do marido que é médico, dos dois filhos e da sogra que é imensamente folgada. Um dia ela descobre que está doente e precisa de um transplante de fígado e o único que pode fazer a doação é o seu marido. Covarde,  Seo In-ho (Kim Byung-chul) demora muito para aceitar ser o doador e depois se escora no fato de sua mãe não deixá-lo fazer o transplante. Cha no final das contas consegue outro doador.

Depois da experiência de quase morte, Cha resolve mudar de vida e volta a estudar!  No ano passado ela abandonou a residência de medicina para cuidar da família e agora contra a vontade de praticamente todos, ela passa nas provas e volta a ser residente no mesmo hospital em que seu marido trabalha, sendo colega do próprio filho. Cha enfrenta questões de etarismo, quase não consegue a vaga de residência mesmo com a nota mais alta e seu marido, que faz questão de não contar pra ninguém que é casado com ela, está constantemente tentando convencê-la a desistir! isso porque ele tem uma amante e ela também trabalha no hospital!

Quando jovem In-ho namorava Choi Seung-hee (Myung Se-bin), mas Cha Jeong-suk acabou engravidando e ele acabou se casando com ela. Adulto manteve um caso extraconjugal com a médica e tendo uma filha com ela. Cha não sabe absolutamente de nada, mas aos poucos começa a desconfiar de tudo! E nesse drama todo ainda temos o maravilhoso Dr. Roy Kim (Min Woo-hyuk) que operou a protagonista no começo da série e está visivelmente apaixonado por ela!

dr-cha-jung-sook
Cha é uma protagonista de fácil empatia, mas às vezes é tão boa pessoa que dá vontade de dar chacoalhões nela pra acordar pra vida! Seu núcleo familiar é dá nos nervos! Sua filha no começo parece extremamente mimada, mas depois melhora bastante. Seu filho está sempre perto da mãe para ajudá-la e sua sogra é incrivelmente insuportável. O marido pode ser considerado o grande vilão caricato. Por vezes me deu raiva, outras vezes me fez rir com suas atitudes. 

Choi Seung-hee tem atitudes bem questionáveis, sororidade zero em relação a protagonista e se comporta como uma pessoa sem autoestima alguma. De certa forma, ela e Seo In-ho se merecem. Falando em casais, o final de Dra. Cha certamente não é de agradar os mais românticos!

Longe de ser uma série médica o dorama até que consegue trazer alguns casos médicos interessantes, mas sem muita profundidade, o drama da protagonista e as cenas de comédia é o que realmente acaba chamando atenção na série.

Mesmo com um final sem o romance que muita gente queria, Dra. Cha é uma série bem fácil de assistir, me fez rir demais em vários momentos e me senti vingada em outros! Tem uma ótima evolução da protagonista, merecidamente!

Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+