O Alienista [Resenha Literária]

O Alienista é um dos clássicos da Literatura Brasileira, escrito por Machado de Assis. O conto (ou para muito novela) ganhou uma adaptação em quadrinhos pelos irmãos gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá, e ainda que use o linguajar rebuscado é certeiro em deixar a leitura bem mais descomplicada.

Dr. Simão Bacamarte é um alienista, mais especificamente um psiquiatra. Renomado, ele volta para sua cidade natal Itaguaí com sua esposa e inaugura, com o aval do governo local, a Casa Verde, um lugar para realizar estudos sobre a mente humana e recolhendo os considerados “loucos”. A princípio, o Dr. Bacamarte recolhe muita gente que já era considerado louco por todos, classificando o tipo de mania de cada um. No entanto, o médico começa a achar qualquer ato como loucura, como o personagem que perdeu a herança ao emprestar dinheiro pra todo mundo ou o homem que admirava demais a própria casa. 


À medida que a Casa Verde recolhe as pessoas de modo muito arbitrário, a tensão aumenta e a população começa a ficar indignada e até o barbeiro organiza uma rebelião, a Revolta dos Canjicas. No entanto, a Casa Verde permanece intacta e a população dentro do lugar só aumenta, a ponto de a D. Evarista, esposa do alienista, também ser internada. Entretanto, o Dr. Bacamarte chega a perceber que a maioria tem o que ele considera desvio de personalidade, louco era quem apresentava regularidade nas ações. Assim, outras pessoas são internadas, como o vereador Galvão, o único contrário à lei proposta de que eles não poderiam ser recolhidos. No final das contas o Alienista chega a conclusão de que ele próprio não era normal e se tranca sozinho na Casa Verde. 

Machado de Assis debate temas intrigantes nesta obra com seu clássico pessimismo e sarcasmo. É interessante notar a cura dos honestos, a figura de D. Evarista trata como realeza por alguns da cidade, os rótulos, a intolerância, a ambição e o desinteresse dos vereadores em realmente ajudar a cidade. Tudo em uma narrativa com muita hipocrisia, bem ao estilo do autor. 


O tom amarelo permanece em todo quadrinho que tem 72 páginas. Uma edição simples, mas uma boa adaptação do clássico de Machado de Assis

Por fim, vale ressaltar o questionamento sobre a loucura nos personagens da obra, afinal, de perto ninguém é normal…

FICHA TÉCNICA

Título: O Alienista
Autor: Machado de Assis
Adaptação: Fábio Moon e Gabriel Bá
Editora Quadrinhos na Cia/ Companhia das Letras
Onde Comprar: Amazon

Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!