Última Parada [Resenha Literária]

Casey McQuiston estava na minha lista de autores que queria conhecer a escrita, se possível ainda esse ano. E resolvi começar por Última Parada que é um romance LGBTQIA+.

August é uma protagonista que teve uma infância instável, pois cresceu se mudando de uma cidade para a outra. Isso porque, sua mãe ficou obcecada em encontrar o seu tio que desapareceu. Agora que está sozinha em Nova York, tudo que August mais quer é viver uma vida estável e sem grandes surpresas.

Ela vai morar em um apartamento no Brooklyn com Nilo, um barman com talentos paranormais. Myla, uma artista com grandes conhecimentos científicos, Wes, um tatuador de hábitos noturnos e  um poodle muito bagunceiro. Além da faculdade, dos amigos novos. August começa a trabalhar em um restaurante vizinho. E com isso, pela primeira vez na vida ela sente que pertence a algum lugar. No entanto, essa estabilidade começa a mudar, quando ela entra em um trem numa certa noite e deixa o café cair na sua camisa. E aí entra Jane, uma jovem que oferece um cachecol emprestado para disfarçar a mancha na camisa. E nessa pequena interação entre as duas, começa uma amizade e os mistérios envolvendo Jane.

Ao gostar de Jane, August passa a pegar o mesmo trem todos os dias. E aos poucos, ela vai conhecendo melhor a personagem e percebe que tem algo diferente em Jane. E não só na jovem, mas em toda a situação envolvendo as duas. Neste ponto entra o lado detetive de August. Mesmo não sendo de fato uma detetive, a jovem adquiriu experiência por causa das investigações que fez na vida ao lado de sua mãe.


Confesso que apesar da escrita fluída de Casey, demorei a me conectar com as protagonistas. Principalmente com a August, ela é uma fofa, mas como viveu de uma forma diferente, achei um pouquinho chata. A personagem tem uma mente muito racional, e isso a deixa cética para muitas situações. Já Jane é mais interessante, com um estilo diferente e que me conquistou muito mais.  Além das protagonistas, temos os amigos de August que ajudam a desvendar o mistério envolvendo Jane e o metrô.

Com uma escrita fácil e com muitas referências à cultura pop, Casey me conquistou. Ela soube dosar bem o mistério com as outras cenas. E por isso fui lendo com a vontade de saber como tudo se resolveria. Quando chegou na reta final, não me decepcionei. Fiquei com um sorriso no rosto, feliz com o desfecho.

Com toda a certeza irei ler outro livro da autora, Vermelho, Branco e Sangue Azul, (para ler a resenha CLIQUE AQUI), sem medo de me decepcionar! Enfim, se você assim como eu, ainda não leu nada da Casey, pode começar por Última Parada! E se já conhece a escrita dela, acredito que vai gostar desse também! Foi uma ótima leitura.

FICHA TÉCNICA

Título: Última Parada
Autora: Casey McQuiston
Grupo Companhia das Letras / Editora Seguinte
Onde Comprar: Amazon

Ariane de Freitas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!