The Boys – Terceira Temporada [Crítica]

The Boys começou a terceira temporada insanamente e se manteve assim até o final, com várias bizarrices, sexo e ação na trama!

A terceira temporada começa Hughie (Jack Quaid) e Starlight (Erin Moriarty) juntos, mas Homelander (Antony Starr) começa a ter ciúmes da atenção que a heroína tem e logo arranja um jeito de colocá-la como sua namorada publicamente, ainda mais por ser promovida a co-capitã no grupo. Butcher (Karl Urban), com a ajuda de Grace Mallory (Laila Robins), cuida de Ryan e Maeve o entrega o composto V temporário, que pode dar superpoderes. Sem dúvida, uma ótima arma para equilibrar o “jogo”! Uma vez que Butcher começa a ter poderes, Hughie logo descobre e também começa a usar a droga. O grupo vai  atrás de  Soldier Boy (Jensen Ackles), ex-líder da equipe Payback, que uma vez traído pela Vought e seus colegas de trabalho, vai parar na Rússia. O grupo o resgata para que ele possa matar Homelander, cada vez mais enlouquecido; em troca eles ajudam Soldier Boy a matar seus traidores.  

A relação de Hughie e Starlight fica estremecida, afinal, ela acredita que o V temporário não é uma boa ideia, mas o protagonista segue ajudando Butcher. Inclusive o episódio 7 onde vemos os piores pesadelos de Butcher  nos faz entender ainda melhor o personagem. Já Frenchie (Tomer Capone) e Kimiko (Karen Fukuhara) ficam ainda mais próximos, pensam em sair do grupo, mas o plot deles tem uma boa reviravolta, bem como a trama de Mother’s Milk (Laz Alonso)– leitinho em português, com sua filha e seu passado com Soldier Boy. Já A-Train (Jessie T. Usher) começa com um plot morno, mas sua questão com o Blue Hawk (Falcão Azul) também rende uma boa história. Ao contrário de The Deep (Chace Crawford), Profundo em português, que só serviu mesmo para mostrar mais bizarrices com suas taras sexuais, interessante, mas completamente esquecível.


O Herogasm também deu o que falar, alguns decepcionados com a quantidade de sexo no episódio e outros, como eu, achando que foi o melhor episódio da temporada, ainda mais pelo confronto na cena final. 

A terceira temporada de The Boys (disponível no Prime Video) teve um bom plot, aprofundou um pouco mais a brutalidade de Butcher, nos mostrou mais uma vez a resiliência e inteligência de Starlight, mas Hughie acabou sendo um personagem não tão interessante assim.

Fica claro que a série mais uma vez não tem pudor e isso é ótimo, não se importa em seguir tanto as Hqs e continua bastante criativa, construindo excelentes cenas anti climáticas dando um bom toque de humor na trama, com drama e muita ação! No entanto, não acredito que mais do que cinco temporadas seja bom para The Boys

Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.