Marcas da Maldição [Crítica do Filme]

Seis anos atrás, Li Ronan quebrou um tabu religioso e foi amaldiçoada. Agora, ela precisa proteger a filha das consequências de seus atos. 

Não respeitar rituais antigos podem trazer consequências, e numa pegada Atividade Paranormal é que Marcas da Maldição vem com tudo! Este filme de terror estilo documentário foi a estreia de maior bilheteria em Taiwan em 2022. 

Já na sinopse a personagem Li Ronan (Hsuan-yen Tsai) nos dá um tom de fatos reais: “Há 6 anos, montei um estúdio ‘Caça-Fantasmas’ com meu namorado e meus colegas de jornalismo, tínhamos como objetivo quebrar mitos de superstições e compartilhá-los em nosso blog. Um dia, um aviso urgente chegou da casa do meu namorado, chamando-o para voltar para um antigo ritual de culto que ocorre uma vez a cada duas décadas em sua família. Pensando que seria um material decente para o nosso blog, chegamos todos para o ritual. Infelizmente, experimentamos a mais terrível maldição antiga lá”.

Sim, Marcas da Maldição é parcialmente baseado em uma história real. Kevin Ko revelou que o filme foi inspirado em uma história real sobre uma família de adoradores de culto em Kaohsiung, Taiwan. 


Na dobradinha com Che-Wei Chang, Kevin Ko escreveu um roteiro muito agradável. Então, ao decidir gravar o filme em um estilo mockumentary, Ko foi capaz de incorporar algumas imagens encontradas e deixar os atores quebrarem a quarta parede para se dirigirem diretamente aos espectadores. 

As cenas assustadoras e o tom único aplicado por Ko, faz a gente lembrar na hora de Atividade paranormal  e A bruxa de blair. E devo ressaltar a qualidade na montagem dos sustos e da ambientação sinistra colocada em cada tomada nos momentos obscuros da trama. Kevin Ko foi genial nos detalhes, não deixando o filme só tenso, mas desenvolvendo os personagens! Para tornar a narrativa interessante, Ko teve que introduzir alguns elementos ficcionais, pois considera o desenvolvimento dos personagens uma parte importante de qualquer narrativa e esse cuidado chama muito a atenção de quem assiste. 

Não se trata só de um filme de terror cheio de sustos e clichês, tem uma boa narrativa, é suave e segue sua linha tranquilamente. A proposta de Kevin Ko é muito bem apresentada e merece todo o reconhecimento. Recomendo ver de madrugada este ótimo filme de terror.

FICHA TÉCNICA

Título: Marcas da Maldição
Título Original: Incantation
Direção: Kevin Ko
Data de lançamento: 8 de julho de 2022
Netflix

Everton

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.