Bunny Girl Senpai [Crítica do Anime]

Bunny Girl Senpai (Seishun Buta Yarō wa Bunny Girl Senpai no Yume o Minai)  é um anime baseado na light novel de Hajime Kamoshida que mistura ficção com comédia romântica.

Um dia o adolescente Sakuta Azusagawa encontra a atriz adolescente Mai Sakurajima, vestida como uma coelhinha erótica vagando por uma biblioteca, mas é o único que a vê. Isso porque Mai passa pela síndrome da adolescência, assunto que permeia toda história, que nada mais é do que um problema na adolescência em que os personagens do anime não conseguem lidar. No caso, Mai ao sair do mundo artístico se tornou cada vez mais invisível, tão invisível que quase ninguém realmente a enxerga e as coisas só pioram com o tempo.

Sakuta tenta ajudar Mai no caso que é cada vez mais complexo e se apaixona por ela e é correspondido. Aliás, o namoro dos dois é algo muito positivo na série, já que eu esperava posturas mais infantis dos dois em relação aos problemas que enfrentam e encontrei os personagens bem maduros nesse quesito. É um relacionamento pautado pela honestidade e que agradou bastante, foi uma grata surpresa porque quando vi que cada arco tinha uma personagem feminina envolvendo Sakuta logo pensei que fosse um anime do estilo harém (onde as personagens disputam o protagonista), mas estava enganada, ainda bem.


O arco de Mai é resolvido nos primeiros episódios, mas aparecem outras meninas com problemas. Assim, temos histórias com looping temporal, clones, troca de corpos e no final o anime desenvolve plot da irmã de Sakuta que tem agorafobia depois de sofrer bullying na escola.

No quesito ficção as histórias são bem envolventes embora as explicações não sejam das mais detalhadas ou coesas, por vezes o motivo é óbvio, mas as tramas me prenderam bastante. Afinal, todo mundo tem seus traumas e lidar com eles na adolescência pode ser muito difícil.O interessante de Bunny Girl Senpai é que parece um anime “bobo” e simplista, mas carrega uma boa carga dramática dosada pelo jeito despreocupado de Sakuta. Um protagonista irônico e um tanto pervertido que combina muito bem com Mai, que é mais séria e por vezes mais introspectiva, embora bem sarcástica também.

Bunny Girl Senpai está disponível até o momento na Netflix com 13 episódios e valeu a pena ter conferido! 

Michele Lima

One thought on “Bunny Girl Senpai [Crítica do Anime]

  • 6 de março de 2022 em 13:35
    Permalink

    Oi Mi! Eu amo esse anime e a sequencia no filme foi maravilhosa. Eu sonho com uma nova temporada. Ele é diferente em vários aspectos, mas é incrível mesmo assim. deu até vontade de rever depois desta postagem. Continua falando de animes, eu adoro.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.