Rastro de Sangue: Holmes, o Maligno [Resenha]

Rastro de Sangue: Holmes, o Maligno é o quarto e último volume da série de Kerri Maniscalco. Com suas ambientações sombrias, a história começa em uma Londres gótica com Jack, O Estripador à solta, depois conhecemos um estranho castelo na Romênia em referência ao Drácula para em seguida embarcar em um transatlântico luxuoso cheio de atrocidades. Agora, no final, estamos na Chicago do século XIX com o serial killer H.H Holmes!

É verdade que o segundo livro da série, Príncipe Drácula, não teve o mesmo impacto do primeiro e o terceiro foi bem melhor, mas é no quarto e último que finalmente temos todo o romance que esperávamos e torcíamos entre Audrey Rose Wadsworth e Thomas Cresswell, sem deixar o lado investigativo de lado.

Audrey ainda sofre por todos os acontecimentos nos livros anteriores e não se esquece do que aconteceu com seu irmão. Jack, O estripador ainda a atormenta demais e neste livro vamos revisitar essa história. Audrey e Thomas estão em Chicago e resolvem finalmente se casar! No entanto, eles encontram problemas inesperados, já que o pai de Thomas não quer a união e apronta com o seu próprio filho. E em meio a juras de amor e uma complicada situação que os impede de ficar juntos, os dois passam a investigar uma série de crimes que os remete ao estripador de Londres.


Audrey ainda sofre por todos os acontecimentos nos livros anteriores e não se esquece do que aconteceu com seu irmão. Jack, O estripador ainda a atormenta demais e neste livro vamos revisitar essa história. Audrey e Thomas estão em Chicago e resolvem finalmente se casar! No entanto, eles encontram problemas inesperados, já que o pai de Thomas não quer a união e apronta com o seu próprio filho. E em meio a juras de amor e uma complicada situação que os impede de ficar juntos, os dois passam a investigar uma série de crimes que os remete ao estripador de Londres.

Até hoje não se sabe bem sobre a identidade de Jack, O estripador, então existiu mesmo toda uma dúvida sobre identidade do serial killer na primeira história. Já Holmes é um assassino conhecido entre os fãs de histórias macabras e talvez por isso, a investigação por mais interessante que fosse (e foi mesmo porque envolve diretamente Audrey), a resolução não tem grandes surpresas, embora a autora nos tenha entregado muita tensão principalmente no final.

E Kerri Maniscalco não poupou romantismo na finalização da série, entregou tudo aquilo que nós fãs queríamos. E um dos pontos altos de Rastro de Sangue é sem dúvida colocar uma protagonista forte e inteligente, que usa ciência forense para desvendar crimes, o romance nunca a atrapalhou em nada, talvez por isso seja um casal tão querido. E as ambientação sempre foram ótimas, com investigações bem intrincadas. Sentirei saudades, mas espero ler mais da autora em breve.

FICHA TÉCNICA

Título: Rastro de Sangue: Holmes, o Maligno
Autor: Kerri Maniscalco
DarkSide® Books
Onde Comprar: Amazon e DarkSide® Books

Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.