The Old Guard [Resenha do Filme]


The Old Guard é o novo filme da Netflix com a sempre maravilhosa Charlize Theron! O longa é baseado nas Hqs de Greg Rucka, com uma ótima premissa e personagens que parecem imortais.
O longa a princípio parece mais um filme de resgate, mas na verdade, Andromache (Charlize Theron) ou mais conhecida como Andy e seu grupo caem numa armadilha. Os quatro são considerados guerreiros “imortais” que atravessam os séculos ajudando as pessoas, mas uma indústria farmacêutica descobre os segredos deles e os persegue para fazer teste e encontrar curas para doenças. Enquanto isso, eles sonham com uma nova integrante, Nile (KiKi Layne) uma fuzileira que está na guerra e que descobre que se regenera facilmente. 
Nile demora pra aceitar a ideia de que não é normal e rejeita o grupo de Andy, mas percebe que não tem muita opção. Nile tem muitas perguntas e nem todas são respondidas ao longo do filme, embora possamos entender que apesar de não saber muito sobre o poder deles, o fato é que são pessoas que tentam ajudar os outros. Depois de muitos anos vivendo e nem mesmo se lembrar ao certo sua própria idade, Andy se tornou uma líder amargurada, mas ainda assim tenta fazer o que é certo. A história da protagonista com sua antiga parceira, Quynh (Van Veronica Ngo) é pesada e triste, Joe (Marwan Kenzari) e Nick (Luca Marinelli) são um casal adorável e é com eles que temos romance na história, já Booker (Matthias Schoenaerts) é um personagem mais apagado na história. O inimigo do filme é uma personagem bem raso e até mesmo as motivações de Copley (Chiwetel Ejiofor) não convencem muito.
Charlize Theron está impecável, tem uma boa química com o resto do elenco e assim como Atômica, se sai muito bem nas cenas de ação. No entanto é bom ressaltar que o filme não é vendido corretamente. The Old Guard não é um filme tipicamente de ação e isso pode afetar as expectativas de acredita que verá um filme do gênero. Boa parte do longa é focado no drama dos personagens, que vivem há muito tempo, perderam pessoas que amam e não entendem porque não morrem. As cenas de luta e ação são poucas, ainda que excelentes.
The Old Guard apresenta ótimos personagens, uma boa premissa, uma história envolvente, mas boa parte do filme parece uma introdução da história. Não achei ruim, pelo contrário, Andy foi muito bem explorada no enredo, mas pode decepcionar quem está esperando um filme cheio de adrenalina. Fica claro que o enredo foi pensado mesmo em desenvolver toda a premissa dos guerreiros do que na ação propriamente dita e o final deixa um ótimo gancho para continuação, o que eu espero que aconteça.
Trailer:
FICHA TÉCNICA
Título: The Old Guard
Diretor: Gina Prince-Bythewood
Data de lançamento: 10 de julho de 2020
Nota: 4/5
Netflix



Michele Lima

8 thoughts on “The Old Guard [Resenha do Filme]

  • 16 de julho de 2020 em 18:13
    Permalink

    Mi, eu amei esse filme! Já assisti 2 vezes, hehe. Ouvi falar que teria continuação. Oremos, pq aquele final ali só nos deixou com gostinho de quero mais!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    Resposta
  • 16 de julho de 2020 em 18:36
    Permalink

    Olá, Michele.
    Eu não tinha visto sobre esse filme ainda mas já me interessei. E bom saber que só fica na promessa da ação porque já vou preparada. Lembro que fiquei assim com o filme S.W.A.T. que se preparam tanto o filme inteiro e tem 5 minutos de vamos ver hehe

    Prefácio

    Resposta
  • 17 de julho de 2020 em 00:01
    Permalink

    Oi Mi! Essa atriz é muito boa e só por ela já quero ver. Bom saber que não decepciona. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta
  • 17 de julho de 2020 em 00:57
    Permalink

    Oi
    quero assistir esse filme, mas to adiando e espero assistir esse fim de semana, parece ser realmente muito bom e com a premissa interessante, me chamou a atenção nos personagens que regeneram com facilidade.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.