A Barraca do Beijo 2 [Resenha do Filme]

Quando eu assisti ao trailer de A Barraca do beijo 2 perdi a vontade por completo de ver o filme, até porque não achei que o longa precisasse de uma continuação, mas me enganei em relação a muita coisa nessa história. 
Acho importante ressaltar que não me importo com personagens que cometem erros, ainda que os de Elle (Joey King) e Lee (Joel Courtney) tenham me incomodado bastante. Na verdade, personagem perfeito demais me soa irreal e às vezes até tediosos e no caso o roteiro deixou os personagens bem realistas, com tramas realistas, ainda mais se tratando de adolescentes. 
Elle e Noah (Jacob Elordi) estão tentando manter o relacionamento à distância, o que não é nada fácil, a protagonista sente a ausência do namorado, mas não quer sufocá-lo, isso provoca problemas entre eles e ainda tem o fato de Noah esconder sua amizade com Chloe (Maisie Richardson-Sellers). O casal naturalmente se afasta, ainda que Elle tente entrar em Harvard para estudar com seu amado. Sem dinheiro, ela encara uma competição de dança e seu parceiro acaba sendo Marco (Taylor Zakhar Perez). Novo na escola, o rapaz é a nova sensação por bem bonito e simpático. Elle e ele não se dão muito bem à princípio, mas Marco vai ganhando espaço na trama e deixando a história com uma difícil triângulo amoroso. 
E é justamente aqui que o roteiro perde a mão. Noah fica tão apagado na história que o triângulo não se equilibra e deu pra entender porque alguns espectadores começaram a torcer para o Marco. No entanto, vale ressaltar que Noah foi o personagem que mais amadureceu na trama, aprendeu a controlar a raiva, os impulsos, deixou de ser arrogante e aparece mais maduro na história. Já não podemos dizer o mesmo de Elle, que continua com uma personalidade divertida, leal aos amigos e erra demais ao avaliar seu relacionamento. Por outro lado, Elle bem que deu oportunidades ao Noah para ser sincero e ele não foi, ainda que a intenção fosse boa. Aliás, esse filme está cheio de boa intenções que deram erradas. Todo mundo em algum momento pisa na bola com alguém, até mesmo Lee.
O melhor amigo de Elle tem uma namorada super paciente, mas até mesmo Rachel (Meganne Young) se cansa das intromissões de Elle no namoro deles e Lee não sabe bem lidar com a situação. Rachel melhor personagem desse longa por ter aguentado muita coisa que eu, particularmente, não teria. 
A barraca do beijo 2 me lembrou aqueles livros que a gente não gosta dos personagens, mas não consegue largar a história devido a escrita do autor. No filme é mais ou menos assim que funciona. Podemos criticar todas as ações dos protagonistas, mas o ritmo do filme é ótimo (melhor até que Para todos os garotos: Ps ainda amo você) que nem senti a história passar. E a trilha sonora que já tinha me chamado atenção no primeiro filme (CLIQUE AQUI), continua excelente nesse também. Já as atuações também melhoraram em relação ao primeiro, embora o casal tenha perdido parte da química por conta do roteiro. 
Repleto de clichês, alguns bons outros nem tanto, A barraca do beijo 2 melhorou em relação ao primeiro filme, cumpre bem a proposta de uma longa adolescente, com protagonistas que erram e acertam, com bons novos personagens, romance e comédia. Não gostei da cena final que simplesmente derruba toda a projeção de amadurecimento da Elle, mas deixou um bom gancho para o próximo filme. Sim, vai ter A barraca do beijo 3

Trailer
FICHA TÉCNICA 
Título: A barraca do beijo 2 
 Título Original: The Kissing Booth 2 
 Direção: Vince Marcello 
 Data de lançamento: 24 de julho 
 Nota: 4/5 
 Netflix
Michele Lima

4 thoughts on “A Barraca do Beijo 2 [Resenha do Filme]

  • 30 de julho de 2020 em 13:45
    Permalink

    Olá, Michele.
    Não se vou assistir esse filme. Fiquei satisfeita com o final do primeiro e acho uma continuação desnecessária. E eu tinha nervoso de ver a diferença de altura entre os protagonistas no primeiro filme e pelo jeito ela acho um parceiro de dança enorme também hehe.

    Prefácio

    Resposta
  • 1 de agosto de 2020 em 03:47
    Permalink

    Todo mundo tá falando desse filme. Ainda não vi, mas pretendo um dia.

    Bom fim de semana!

    OBS.: O JOVEM JORNALISTA está em quarentena de 22 de julho à 31 de agosto, mas comentarei nos blogs amigos nesse período.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.