Mulher-Maravilha [Resenha do Filme]

Conferimos a cabine de imprensa de Mulher-Maravilha.
Acredito que os fãs da DC estão esperando ansiosamente pelo filme Mulher-Maravilha e os curiosos de plantão também! Pois então, podem ficar despreocupados porque o novo longa da DC é arrebatador! Não só por ter uma heroína que desconstrói todo o estereótipo de mulher frágil e submissa, como também por ter uma excelente qualidade em termos de enredo, trilha sonora e efeitos especiais.
Diana (Gal Gadot) é filha de Hipólita (Connie Nielsen), a rainha das Amazonas e por mais que sua mãe não queira ver a filha sendo uma guerreira, a luta parece estar no sangue da princesa e para ajudar a se defender em uma possível guerra, sua tia (Robin Wright) a ensina a treinar todos os dias. Quando sua mãe finalmente percebe que não consegue impedir Diana de ser a guerreira que nasceu para ser, apoia a filha e pede para a irmã treiná-la mais intensamente.
Em todo o primeiro ato do longa vemos Diana treinando, tendo uma enorme impulsividade para batalha, até que Steve Trevor (Chris Pine) aparece em sua ilha que supostamente deveria estar escondida. Junto com ele, os alemães também encontram Themyscira e uma batalha está armada. Pelo pouco tempo que Steve fica no lugar. Diana percebe que precisa acabar com a guerra, acreditando que tudo é culpa de Ares, o deus mitológico. Mesmo a contragosto de sua mãe, Diana parte com Steve não só para tentar acabar com a guerra, mas também, mesmo sem saber, para conhecer sua verdadeira origem.
A diretora Patty Jenkins é espetacular em sua direção e temos uma Mulher-Maravilha carismática, engraçada em sua ingenuidade e poderosa. As cenas de lutas são de tirar o fôlego e o que vimos em Batman vs Superman: A Origem da Justiça é só uma pontinha do que Diana é capaz de fazer. E durante toda sua interação com os humanos e com Steve, temos várias cenas e diálogos que mostram o quanto o longa veio para combater o machismo em mundo repleto de heróis ou com heroínas que de alguma forma estão sempre precisando de um homem para ajudá-las. Não que Steve não ajude Diana, mas seu auxílio se dá principalmente em fazê-la compreender a sociedade humana. O personagem em nenhum momento é o salvador da protagonista e isso fica claro quando ele diz que vai salvar o dia, mas é ela quem vai salvar o mundo.
Vale destacar que o temos aqui não é um menosprezo ao sexo oposto, em nenhum momento a heroína diminui ou despreza Steve por ser um homem ou um simples humano, o que temos é uma relação mútua de respeito que me agradou bastante. Claro que a princípio Steve acredita que precisa proteger Diana, mas a partir do momento que ele descobre que ela é capaz de parar até as balas das armas usando seu bracelete, o personagem aceita que Diana é capaz de lidar sozinha com qualquer um e no final a deixa lutar com seus próprios demônios, sabiamente entendendo que a luta em questão não o envolvia.
Vários momentos do longa merecem destaques: Diana enfrenta a frente de batalha num cenário morto de vegetação, completamente dominado pela degradação humana, em uma cena que é sem dúvida o auge do filme. Todo o alívio cômico se dá pela ingenuidade de Diana em relação a nossa sociedade e ao sexo oposto. De maneira bem inteligente temos piadas sobre o papel do homem no prazer e toda a importância de ser ou não acima da média no quesito órgão sexual. E a trilha sonora também é de arrepiar, principalmente quando toca o tema da protagonista.
Além de acertar o tom, mesclando bem a parte cômica sem exageros, o longa também acerta na escolha Gal Gadot como protagonista. Dona de um carisma incrível, a atriz consegue mostrar bem uma heroína ingênua, mas não tola, poderosa, mas não soberba, teimosa, mas capaz de reconhecer seus próprios erros. 
Todo o enredo baseado na origem da Mulher-Maravilha tem um tom sério, sem piadas tolas em momentos importantes, tudo bem realístico, mesmo com todo o tema mitológico que envolve Diana. Um salvador tentado a desacreditar na humanidade é bíblico e se tornou clichê ao longo dos anos, mas aqui temos uma salvadora, uma mulher, uma heroína que apesar de movida pela raiva e dor consegue enxergar que a humanidade pode ser mais do que um povo mesquinho e cruel e faz da paz sua bandeira de luta.
Um longa dinâmico, com cenários de guerra reais, diálogos inteligentes e excelentes cenas de lutas, Mulher-Maravilha é com certeza um dos melhores filmes com heroínas já produzidos e vale muito a pena ser conferido.
Trailer:


FICHA TÉCNICA
Título: Mulher-Maravilha
Título Original: Wonder Woman
Diretora: Patty Jenkins
Data de lançamento: 1 de junho de 2017

Michele Lima

26 thoughts on “Mulher-Maravilha [Resenha do Filme]

  • 31 de maio de 2017 em 00:39
    Permalink

    Oi! O filme parece maravilhoso, e achei bem bacana o fato de ser uma heroína e não um herói, que é mais comum. Fora que é muito bom ter respeito entre ambos os sexos. Bjos ❤

    Click Literário

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 01:43
    Permalink

    Adorei as cenas do filme, apesar de não sentir muita vontade de assistir, mas farei um esforço rs.
    Adorei a resenha Mi beijos boa semana
    http://bellapagina.blogspot.com.br
    Face: Bella Página
    Insta: Bella Página

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 01:49
    Permalink

    Oi Michele, tudo bom?
    QUE INVEJA BRABA QUE EU TÔ DE VOCÊS NESSE MOMENTO AJKFASUOAGBUASBUAG tô com ingresso comprado e coração preparado pra ver o filme no sábado. Não me aguento de ansiedade.
    O fato de esse filme estar conseguindo o que nenhum filme dirigido/estrelado por homens no âmbito "mundo dos heróis" até agora me deixou TÃO FELIZ. Amém Diana <3

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 03:02
    Permalink

    Gostei da dica Mi. Estou louca pra assistir esse filme desde que vi o trailer na internet. Vou ver se consigo ir no cinema na próxima semana. Beijo!

    http://www.newsnessa.com

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 12:22
    Permalink

    Oi Mi!!!!!!!
    Eu tenho que assistir esse filme logooo. Amei a resenha, também pulei algumas linhas pra não pegar nenhum spoiler, mas espero assistir em breve. Uma coisa que não entendo, é que ela usa uma espada no vestido, mas continua com as curvas normais.
    COMO PODE ISSO BRASIL??!!

    Beijoss, Enjoy Books

    Resposta
    • 4 de junho de 2017 em 22:36
      Permalink

      Mistério hehehehehehehe

      Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 14:05
    Permalink

    Olá, Mi!!
    Menina do céu, to toda me tremendo aqui, hahah. Estou louca para assistir o filme no cinema, apesar de achar que vou demorar horrores pra ir ver :(. Só pelo trailer já deu para ver como a personagem é incrível!!

    Beijão
    Leitora Cretina

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 14:34
    Permalink

    Oi Mi
    Tô super ansiosa por esse filme
    Eu amo ir ao cinema, às vezes vou por ir, mas outras vezes faço questão, esse filme se enquadra na categoria 'tenho que assistir' hehehehehe

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 18:23
    Permalink

    Oi Mi, sua linda, tudo bem?
    Uau!!!!! Não há outra palavra depois da sua crítica. Nossa, que filme!!!! E que texto!!! Você que me arrebatou com tamanha paixão. Eu não estava esperando tanto desse filme, fico feliz em saber que foi uma mega produção não somente em termos técnicos, mas principalmente em qualidade de roteiro e atuação. Estou louca para ver!!! Adorei sua critica!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 21:47
    Permalink

    Oi Mi! Eu to loooouca pra ver o filme, sou fã da mulher maravilha e verei o filme amanhã, sem dúvidas! Adorei sua crítica, me deixou ainda mais ansiosa pra assistir o filme amanhã, e ta todo mundo falando bem do filme!!!!
    Beijinhos <3
    https://livrosamoremais.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 31 de maio de 2017 em 21:52
    Permalink

    Oi Mi, tudo bem ?
    Gente eu preciso ir assisti esse filme urgente ^_^
    Eu amei, e a sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ir ver i filme.
    Adorei ^_^
    Beijos :*

    Literatura Por Amor
    Top Comentarista

    Resposta
  • 1 de junho de 2017 em 00:36
    Permalink

    Oi Mi! Sábado eu vou assistir e estou mega ansiosa. Cresci com minha mãe assistindo o seriado e desta forma tenho imenso carinho pela personagem.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta
  • 1 de junho de 2017 em 02:19
    Permalink

    Oi Mi!
    Esse filme não posso perder. Ansiosa para ver essa minha heroína ainda mais depois de ler sua resenha mostrando a maravilha que nos aguarda.
    Beijinhos

    Resposta
  • 1 de junho de 2017 em 12:19
    Permalink

    Oii Mi!!
    Ahhh menina, eu não sou fã exatamente dos filmes da DC/Marvel sei lá, mas eu quero muito assistir Mulher Maravilha… 1º a atris é linda, sempre imaginei uma mulher maravilha como ela, 2º o empoderamento feminino presente no filme, acho isso muito importante, 3º pq eu simplesmente quero assistir, e pela sua resenha sei que não vou me decepcionar!!

    Beijinhos?!
    Amanhecer Literário

    Resposta
  • 1 de junho de 2017 em 15:41
    Permalink

    Eu já ia ver o filme, mas agora vou preparada e vou prestar atenção nos detalhes que transformam esse filme em mais do que uma simples diversão com super heróiis. Apesar de todas as conquistas femininas ainda estamos muito longe da igualdade de sexos. Gostei de saber que o filme se propõe a ir além da diversão. Como sempre ótima reportagem.
    abraços
    Gisela
    http://www.lerparadivertir.com

    Resposta
  • 1 de junho de 2017 em 18:28
    Permalink

    Parabéns pela excelente crítica!
    Eu estou super ansiosa para assistir esse filme desde sempre, hahaha. Mas sério, quando eu vi o primeiro trailer, sabia que não tinha como dar errado e q a DC ia acertar em cheio dessa vez! XD
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    Resposta
  • 1 de junho de 2017 em 19:53
    Permalink

    Olá, Michele.
    Eu confesso que não sou muito fã de heróis e nem sei a diferença entre eles. Mas tem tanta gente falando desse filme e ontem vi um trailer dele que fiquei louca para assistir. E se você disse que ele é ainda mais do que isso, acho que vou gostar.

    Prefácio

    Resposta
  • 3 de junho de 2017 em 00:32
    Permalink

    Arrasou na resenha, Mi!
    Assino embaixo em tudo! Vou ter que assistir novamente!
    Lá na cabine você comentou sobre um "um salvador tentado a desacreditar na humanidade" e nossa, faz muito sentido! Isso se repete tantooo que a gente nem repara que é bíblico.

    Adorei a resenha! E obrigada pela cia durante o filme! ^^
    Bjs :*
    EntreLinhas Fantásticas

    Resposta
  • 4 de junho de 2017 em 17:52
    Permalink

    Perfeita a análise, Mi. Não discordo de vc em nenhum ponto. Tu tá virando especialista em super herói, hein? To gostando de ver. Bjos grandes

    Resposta
  • 4 de junho de 2017 em 17:52
    Permalink

    Perfeita a análise, Mi. Não discordo de vc em nenhum ponto. Tu tá virando especialista em super herói, hein? To gostando de ver. Bjos grandes

    Resposta
  • 4 de abril de 2018 em 13:44
    Permalink

    Definitivamente este filme brilha pela sua boa mensagem, sua linha de diversão e o bom nível de efeitos especiais. Sinceramente os filmes de ação não são o meu gênero preferido, mas devo reconhecer que Mulher Maravilha superou minhas expectativas, ela é uma dos melhores heróis da DC eu amo! A historia é sobre sacrifício, empoderamento feminino e um sutil lembrete para nós, humanos, do que somos capazes de fazer uns com os outros. Adorei está história, por que além das cenas cheias de ação extrema e efeitos especiais, realmente teve um roteiro decente, elemento que nem todos os filmes deste gênero tem. É impossível não se deixar levar pelo ritmo da historia. Eu recomendo muito e estou segura de que se converterá numa das minhas preferidas.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.