Demon Slayer: Arco da Vila dos Ferreiros [Crítica]

Enfim, dona Netflix atualizou as temporadas de Demon Slayer (Kimetsu no Yaiba) e com isso a segunda virou a terceira e a terceira a quarta temporada. Calma, eu explico. A primeira temporada é descrita no streaming como Arco da Determinação Inabalável, depois tem o filme Mugen Train que também virou uma temporada, chamada de Mugen Train Arc (Arco do Trem Infinito), assim a terceira temporada é Arco do Distrito do Entretenimento, o que faz com que na Netflix (e não no Crunchyroll), o Arco Do Vilarejo dos Ferreiros seja uma quarta temporada.

Particularmente, gostei mais desse arco do que o anterior, embora o roteiro do Distrito do Entretenimento seja bem mais rico! Só que mais uma vez o anime desenvolve muito bem suas histórias! E sei que os flashbacks em excesso podem incomodar bastante, super entendo as reclamações, mas pra mim funcionaram bem.

Nessa temporada, Tanjiro Kamado vai com a irmã Nezuko para a secreta vila dos ferreiros, para conseguir uma espada. Lá ele se depara com Muichiro Tokito, o Pilar da Névoa, um garoto bastante estoico, frio e indiferente do que acontece em sua volta, mas felizmente, o anime nos explica suas atitudes, tanto que no final ele se transforma completamente. E Tanjiro desenvolve uma bonita amizade com um garotinho aspirante a ferreiro no lugar. No entanto, a calma local acaba quando aparecem dois demônios: Luas Superiores Quatro e Cinco. Nisso, temos a presença de  Genya e Mitsuri Karonji, a Pilar do Amor, para ajudar Muichiro e Tanjiro em suas batalhas. 

Muichiro tem sua história muito bem detalhada, o que com certeza foi um dos pontos mais importantes da temporada. E achei interessante não ter a formação do trio clássico de Tanjiro com Zenitsu e Inosuke, mas vale notar que faltou mais explicações sobre o Genya e também dos vilões. Por outro lado, temos a forte presença de Nezuko que no final guarda uma boa surpresa, determinando os próximos acontecimentos.

A parte visual do anime segue impressionando, talvez menos que os outros arcos, mas ainda me parece acima da média, o que faz sempre querer assistir em uma boa televisão.

Ainda que com falhas, o Arco da Vila dos Ferreiros (Swordsmith Village) tem momentos importantes, como a nova espada de Tanjiro, os poderes de Nezuko e a questão da marca nos Hashiras. E o anime proporciona também ótimos momentos de lutas e amei os momentos cômicos! Estou bem animada para os próximos arcos!

Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+