I Wanna Dance with Somebody – A História de Whitney Houston [Crítica]


Não aconteceu uma indicação ao Oscar para Naomi Ackie por um motivo: sua personificação de Whitney Houston não impressiona como Angela Basset fez em Tina. Esforçada, Naomi é carismática e bonita, mas aquém da semelhança física, faltou um pouco mais de fúria.

Cinebiografias são complicadas. Nem sempre se consegue contar a vida de um artista em duas, duas horas e meia de projeção. Em alguns casos, uma minissérie com 5 capítulos resolve. Aqui, o roteiro pautando vários acontecimentos da vida de Whitney, é apressado pra dar tempo de contar tudo. Um exemplo dessa pressa, é uma única cena que faz referência as gravações de O Guarda Costas, momento de glória que levou seus fãs várias vezes aos cinemas e resultou em 45 milhões de cópias vendidas da trilha sonora – um recorde sem precedentes e jamais superado.

A diretora Kasi Lemmons (a amiga de Jodie Foster em O Silêncio dos Inocentes), estende demais algumas passagens não tão interessantes, por vezes recriando números musicais inteiros, mas fica devendo quando Naomi precisa ajoelhar no milho na fase fundo do poço da cantora.

Whitney Houston foi uma das maiores vozes da música pop no século XX. Sua beleza e talento lhe trouxeram fama e fortuna, porém o preço a jogou no mundo da depressão e das drogas, com o auxílio do pai e do marido sociopatas. Sua partida precoce aos 47 anos até hoje não foi esclarecida – a causa mortis “afogamento acidental na banheira” é difícil de engolir.

Como carece de ritmo e uma pegada mais explosiva, IWDWS ficou com cara de filme pra TV, e seu roteiro zero ousadia parece ter sido revisado por algum fã que não entende nada de cinema. Pra quem não acompanhou o surgimento, o auge, o declínio e a partida de Whitney Houston, o filme até serve pra dar uma noção, mas pra quem viu tudo, IWDWS é deveras decepcionante.

FICHA TÉCNICA

Título: I Wanna Dance with Somebody – A História de Whitney Houston
Título Original: Whitney Houston: I Wanna Dance With Somebody
Direção:  Kasi Lemmons
Data de Lançamento: 12 de janeiro de 2023
Sony Pictures
Disponível até o momento da postagem no HBO MAX

Italo Morelli Jr.

One thought on “I Wanna Dance with Somebody – A História de Whitney Houston [Crítica]

  • 19 de dezembro de 2023 em 13:46
    Permalink

    Uma grande artista. Não assisti ainda, mas tenho vontade. Obrigado pela resenha tão bem escrita e direta.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar cheio de posts novos e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!