Estante Trash: Palhaços Assassinos do Espaço Sideral

Simplesmente o melhor filme de terror com palhaços de todos os tempos, a melhor maquiagem/visual, uma direção de arte caprichada e um detalhe fundamental: o humor. Palhaços Assassinos do Espaço Sideral (1988) é aquele trash feito sem pretensões e que se tornou cult.

Uma cidadezinha conservadora do interior dos EUA (onde mais?) é invadida por palhaços alienígenas. Eles pousaram com sua nave espacial em formato de uma tenda de circo) e começam a assassinar os habitantes do local e envolvê-los em casulos de algodão doce.

As armas usadas pelos palhaços são as mais originais que se tem notícias: pipocas mutantes, marretas de brinquedo, teatro de sombras e uma bexiga em formato de cachorro.

Enquanto o ambicioso It do Stephen King é uma analogia aos traumas de infância e deixa margem para várias interpretações, Palhaços Assassinos vai direto ao ponto e não tem medo do ridículo. Até hoje o filme é celebrado por quem o viu e recomendado com força para quem curte um bom filme trash.

Por incrível que pareça, era exibido na TV aberta sem delongas e a fita VHS tinha giro rápido nas videolocadoras. Palhaço e serial killer sempre foram uma combinação perfeita, afinal, o que pode ser melhor para se disfarçar do que uma fantasia de palhaço? Aqui os palhaços são alienígenas, o que torna a situação mais engraçada do que aterrorizante.

Pra quem não faz questão de explicações filosóficas e uma trama mais aprofundada, Palhaços Assassinos do Espaço Sideral pode ser o trash perfeito – até quem tem medo de palhaço vai se divertir.

FICHA TÉCNICA

Título: Palhaços Assassinos do Espaço Sideral
Título Original: Killer Klowns from Outer Space
Diretor: Stephen Chiodo
Data de lançamento: 1988

Italo Morelli Jr.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.