Condado Maldito: Herança de Família [Resenha Literária]

Desde o primeiro volume de Condado Maldito acompanhamos a protagonista Emmy que descobre aos 18 anos sua ligação com a poderosa bruxa Hester, morta anos atrás. Em cada volume ela sabe um pouco mais do passado da bruxa, de seus próprios poderes e novos personagens sempre vão aparecendo ao longo das histórias, já que Harrow é um lugar que guarda muitos segredos. 

Dessa vez Emmy conhece um grupo ao qual a bruxa Hester pertencia, seres que a chamam de família, contam que existem outros com poderes também e que a protagonista não está só. Descobrimos um pouco da mãe de Emmy que sumiu quando ela era novinha e também um pouco mais do passado de Hester, que teve uma mestre com poderes semelhantes, mas a bruxa desde sempre se mostrou bastante ambiciosa e cruel. O grupo tem suas próprias regras, como não matar uns aos outros, algo que Hester, obviamente, ignorou e eles temem que Emmy possa seguir o mesmo caminho.

Sabemos o quanto a protagonista teme se tornar alguém como Hester e mais uma vez fica claro que a menina não tem muita noção ainda do tamanho e do poder de suas habilidades. Os novos personagens são sombrios e Odessa, que conta o passado de Hester para Emmy, me pareceu de todas do grupo a mais ambígua.

A HQ é curta e a qualidade do papel segue me impressionando. A edição colorida da DarkSide® Books é impecável e ao final tem as notas de Tyler Crook nos contando o processo de produção da obra, cenários, cores e também sobre sua interpretação do roteiro que é de Cullen Bunn.

Condado Maldito: Herança de Família tem um universo macabro muito rico, cheio de personagens arrepiantes, pavoroso e uma protagonista bem cativante. Recomendo a coleção.

FICHA TÉCNICA

Título: Condado Maldito: Herança de Família  #4
Autor: Cullen Bunn
Editora: DarkSide® Books
Onde Comprar: Amazon e DarkSide® Books

 Michele Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.