Tico e Teco: Defensores da Lei [Crítica]

Não me animei muito com as primeiras notícias de Tico e Teco: Defensores da Lei, mas depois de algumas críticas resolvi encarar o longa que não me surpreendeu com um filme impecável, mas me agradou com as referências a outros desenhos, sobrou até para o Sonic feio!

Tico (John Mulaney) e Teco (Andy Samberg) se conheceram quando crianças e se tornaram amigos inseparáveis, fizeram um grande sucesso com a série Defensores da Lei, até a terceira temporada quando Teco resolve ter uma carreira solo, fazendo o fracassado “00 Teco”. Os anos passam Tico vira vendedor de seguros e o Teco faz uma cirurgia e vira 3D, na tentativa de atrair a audiência e mais seguidores. Ele sonha com um reboot de Defensores da lei.

Tico e Teco se reencontram quando Monty (Andy Samberg), viciado em queijo, começa a dever para uma gangue liderada por Sweet Pete (Will Arnett), que transforma os personagens de desenho para usá-los em filmes piratas. Inevitavelmente os protagonistas se aproximam para investigar o sumiço do amigo, com a ajuda da policial Ellie (KiKi Layne). 


Dan Gregor e Doug Mand constroem um roteiro absurdo em que desenho vivem com humanos e tudo se torna uma grande piada, repleta de referências, não só a desenhos, mas a Hollywood de modo geral. A sacada da cirurgia do Teco, como se fosse um ator que faz cirurgia plástica para rejuvenescer, foi ótima. O personagem vive do passado, embora tenha sido ele o causador da separação da dupla. No fundo, ele só estava cansado de ser o coadjuvante do Tico, mas separados a dupla nunca funcionou.

O longa é de comédia, com aventura, um pouco de suspense. A química do Tico e Teco é incrível, é ótimo ver Monty, Geninha (Tress MacNeille) e Zipper (Dennis Haysbert) de volta e a interação dos personagens com a humana Ellie também é muito boa. Sem contar que o vilão é perfeito, tanto Sweet Pete, como o que foi revelado na reta final.

Enfim, Tico e Teco: Defensores da Lei apresenta uma aventura nostálgica e bem previsível, nada muito grandioso, mas é divertido, inteligente nas piadas. Foi um bom entretenimento.

Trailer

FICHA TÉCNICA

Título: Tico e Teco: Defensores da Lei
Título Original: Chip ‘n Dale: Rescue Rangers
Direção: Akiva Schaffer
Data de lançamento no Brasil: 20 de maio de 2022
Disney +

Michele Lima

One thought on “Tico e Teco: Defensores da Lei [Crítica]

  • 15 de junho de 2022 em 12:08
    Permalink

    Acredito que o filme terá uma boa bilheteria. Adorei conhecer mais um pouco!

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está de volta com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.