Bridgerton: comparando os livros com a série!

A série Bridgerton estreou na Netflix e já comentamos sobre a produção AQUI! Agora o texto é com bastante spoiler comparando a série com o livro! A produção da Shonda Rhimes é baseada na obra de Julia Quinn, O duque e eu, e algumas coisas permanecem iguais, outras se modificam bastante.

ALERTA SPOILER

A Daphne de Phoebe Dynevor começa mais morna e vai aos poucos ganhando contornos fortes e feministas, muito mais do que o texto da Julia nos livros. Já o Simon de Regé-Jean Page me parece bem adaptado, embora a questão da gagueira tenha me parecido mais forte no livro. Interessante que a série não nos poupa nas cenas mais hots, com direito a nudez, principalmente masculina. Outro aspecto interessante do casal é que a cena em que a Daphne transa com Simon bêbado, e causa muita polêmica no mundo literário, acontece de outra forma. O duque está em plenas condições de evitar a mulher, embora ainda ceda aos desejos sem querer. A grande questão aqui é que a Daphne sabia que Simon não queria ter filhos e ainda insiste no tema. No entanto, acho que podemos dizer que os dois erram, sendo personagens bem complexos.

Os filhos mais novos não tiveram o devido destaque e Colin (Luke Newton) tem um plot que não condiz com o livro, se envolvendo com Marina (Ruby Barker) que aparece só no quinto volume como mulher Sir Phillip. Na série Marina está grávida e para fugir dos pretendentes mais velhos tenta enganar Colin que realmente se interessa pela moça. Marina é uma prima distante dos Featherington e a família da Penélope acaba tendo muito destaque. Marina tem uma trama bem forte porque se antes as escolhas já eram limitadas, grávida ela não tem muita solução ou se casa com alguém da escolha dos Featherington ou tenta ser feliz com Colin que é uma pessoa boa. Acho que a série deu muita profundidade a personagem, talvez explique até melhor sua tragédia no quinto livro. Já o Colin não é comilão e está longe de brilhar como faz nos livros, o que é uma pena. Porém, ele tem bastante química com a Penelope (Nicola Coughlan) que está maravilhosa na série!

E é preciso falar de Eloise (Claudia Jessie), melhor personagem. Engraçada e feminista, ela tenta investigar quem é Lady Whistledown e até ajudar a rainha na busca. Eloisa faz um contraponto muito interessante com Daphne, já que possuem personalidades diferentes. E falando em personalidade, Violet (Ruth Gemmell) tem seu carisma, mas muito mais suave do que nos livros, bem como Lady Danbury (Adjoa Andoh) que na série ficou muito mais simpática e perde um pouco da comicidade e do medo que ela passa nas obras da Julia.

Anthony (Jonathan Bailey) ficou bem intragável na produção da Netflix e tem um romance bem forte com Siena (Sabrina Bartlett) que pra mim não tem a menor relevância nos livros. A relação deles é tão intensa que fiquei preocupada em como vão me convencer do romance dele com Kate…veremos! E Benedic (Luke Thompson) tem uma cumplicidade muito boa com Eloise na série e já mostram o lado artístico dele. Agora a melhor adaptação é da Francesca (Ruby Stokes), super “esquecida no churrasco” igual nos livros.

Outro aspecto diferente é toda trama dos Featherington, não só com a Marina, mas pelo fato de estarem com problemas financeiros, o que resulta num final chocante. E a rainha Charlotte (Golda Rosheuvel) não só aparece na trama, como ganha destaque se envolvendo nos romances da temporada, querendo que Daphne se case com seus sobrinho que é um príncipe. E eu gostei que a série revela no último momento a identidade de Lady Whistledown, mas talvez fosse melhor ter esperado algumas temporadas.

Enfim, gostei demais da produção, de modo geral as adições deixaram a série muito mais instigante, fiquei super curiosa com cada fim de episódio!
PS: Os vestidos que a Phoebe Dynevor tinham tanto pano que eu achava que ela estava grávida toda cena!
Aproveito para desejar um Feliz Natal a todos! E abaixo a crítica em vídeo pra quem quiser conferir!
Michele Lima

9 thoughts on “Bridgerton: comparando os livros com a série!

  • 25 de dezembro de 2020 em 13:47
    Permalink

    Olá, Michele.
    Assisti dois episódios até agora e estou gostando bastante. Para falar a verdade nem lembro muito bem da série depois de tantos livros de época que já li depois deles hehe. Mas achei o Anthony um chato e o Colin que era o melhor personagem deixou a desejar, mas de resto estou gostando bastante.

    Prefácio

    Resposta
  • 26 de dezembro de 2020 em 10:25
    Permalink

    Oi Mi,
    Eu já terminei e senti falta do Colin comilão também, mas ele está perfeito!
    Só o plot dele com a Marina que me irritou, aiii, ele é tão perfeito que quase estragou tudo! rs
    Num geral, eu gostei da série!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    Resposta
  • 26 de dezembro de 2020 em 23:33
    Permalink

    Olá,
    Adorei seus pontos sobre a série. Finalizei hoje e concordo em tudo que escreveu, só não tinha associado a Marina a personagem do quinto livro. Só enxerguei ela como um personagem extra. Ah, e também tive a impressão da gravidez várias vezes durante a série.

    Beijo!
    http://www.amorpelaspaginas.com

    Resposta
    • 27 de dezembro de 2020 em 01:21
      Permalink

      Ainda bem que não fui a única a ver kkkkkkkkkk

      Resposta
  • 26 de dezembro de 2020 em 23:44
    Permalink

    Mas a Marina do quinto livro era prima dos Bridgertons e não dos Featherington! Inclusive esse era o laço de Eloise com Sir Phillip! Ser prima da falecida esposa. Não acho que seja a mesma personagem….

    Resposta
    • 27 de dezembro de 2020 em 01:20
      Permalink

      No final Marina vai embora para se casar com o Phillip…

      Resposta
  • 27 de dezembro de 2020 em 15:32
    Permalink

    Oi Mi! Vi que poucas pessoas não curtiram, mas nada me convence a ver essa adaptação. Eu vou guardar comigo os personagens e as histórias como eles são nos livros, pois muito me encantaram e quero manter meu amor pelos Bridgertons dessa forma. Fico feliz que tenha agradado geral. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta
  • 29 de dezembro de 2020 em 20:04
    Permalink

    Ei, Michele, tudo jóia? Eu assisti por alto essa adaptação da Netflix, mas sendo bem sincera eu ainda acho que fico com os livros, os últimos dois episódios eu assisti pulando. Eu não gostei muito do que fizeram com o Colin, e tem também a questão da Marina, que eu também não curti. Mas eu devo admitir que ficou um produção sensacional, e o Simon é um verdadeiro colírio. Mas eu simplesmente amei a Eloise assim como a Hyacint, para mim foram os grandes destaques da série! Mas que bom que você gostou da adaptação. Beijo!

    Books House

    Resposta
  • 31 de dezembro de 2020 em 19:15
    Permalink

    Parece que irei gostar da série, assim como de seu figurino e história. Valeu pelo vale crítica.

    Feliz Ano Novo!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.