Armas em Jogo [Resenha do Filme]

Armas em jogo é um mistura frenética de Scott Pligrim vs The World com Nerve narrada em ritmo de videogame. O longa é quase um rascunho de Esquadrão Suicida – visual estilizado e pop, com personagens superficiais, muita violência, tiros e sangue. Muitos tiros.
Miles (Daniel Radcliffe) é um desenvolvedor, um desenvolvedor de jogos que acidentalmente se torna o novo competidor de SKIZM, uma violenta competição underground exibida ao vivo na internet através de drones, cuja missão é derrotar a maior matadora do jogo, Nix (Samara Weaving), que está disposta a tudo para manter sua posição. 
Em suas mãos são parafusadas duas pistolas das quais não consegue se livrar e isso por si só garante as risadas deles, os espectadores millenials aos quais o filme é destinado. Como se realmente fosse um desses games com gráficos digitais feitos a partir da captura de imagem, a galera acompanha tudo em tempo real, seja com seus smartphones ou pela tela do notebook e torce pela matança real e desenfreada, onde os participantes morrem de verdade. 
Essa “visão de futuro” assusta por não parecer tão impossível de se tornar realidade e renderia até um excelente episódio da série Black Mirror, se comandada por um diretor competente que não seja obcecado por câmeras vertiginosas, fotografia escura e música alta.
Armas em Jogo não entrega nada além daquilo que propõe e por isso não deixa expectativa para uma franquia estilo Resident Evil. Mesmo assim foi lançado lá fora em edições caprichadas de DVD e Blu-Ray, além de uma coleção de bonecos.

FICHA TÉCNICA

Título: Armas em jogo
Título Original: Guns Akimbo 
Direção: Jason Lei Howden
Data de lançamento no Brasil: 8 de outubro de 2020
Cinecolor Films Brasil

Italo Morelli Jr

7 thoughts on “Armas em Jogo [Resenha do Filme]

  • 6 de outubro de 2020 em 13:24
    Permalink

    Oie!
    Tinha ficado super empolgada com o filme por saber que tem certa semelhança com Nerve (que eu amo!), mas agora fiquei decepcionada haha.
    Parece mais um filme farofa do que uma superprodução. Mesmo assim vou ver se assisto para tirar minhas próprias conclusões 😀

    Estante Bibliográfica

    Resposta
  • 6 de outubro de 2020 em 15:21
    Permalink

    Oi, Italo! Tudo bom?
    Eu conheço esse filme por causa dos memes do Dan com essas armas e essa cara de surtado, e é basicamente isso HUSAHUSUAHHUSAHUSA a premissa não me interessa muito, então talvez, quem sabe, assista algum dia. Mas não vai ser um filme pra eu procurar desesperadamente :v

    Beijos, Nizz.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

    Resposta
  • 6 de outubro de 2020 em 15:41
    Permalink

    oi, parece ser um filme divertido, com certeza irei assistir
    Bjs!!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.