Paixão Obsessiva [Resenha do Filme]

Conferimos a cabine de imprensa de Paixão Obsessiva.
Em mais uma tradução de título “daquelas”, Unforgettable pode parecer a vigésima tentativa frustrada de refilmagem do sucesso Atração Fatal – e na verdade, é…
Se em 1987, tínhamos Michael Douglas e Glenn Close no auge de suas carreiras, um diretor publicitário (Adrian Lyne) e o fantasma da Aids, hoje em pleno 2017, temos duas atrizes de TV (Rosario Dawson e Katherine Heigl) brigando pelo mesmo homem (Geoff Stults…who?). Nada de novo no front…Só pra variar um pouquinho a história, desta vez temos a ex mulher (Heigl, séria candidata ao Framboesa de Ouro) que azucrina a vida do ex marido (Stults) e de sua atual mulher (Dawson). Cheia de manias, T.O.Cs. e vários tipos de neuras, cabelo impecavelmente loiro e liso sem nenhum fio fora do lugar, Tessa é ao mesmo tempo insuportável e digna de pena, enquanto Julia é cheia de vida, sorridente e com cabelos encaracolados e esvoaçantes, ainda que um trauma do passado a preocupe. O fato de ter uma filha com seu ex-marido, serve de pretexto pra que Tessa frequente a casa deles todos os dias, criando um clima estranho, nada sutil, o que acaba minando qualquer eventual surpresa futura – sim, Tessa está tramando algo contra Julia, sua “rival” e isso não é um spoiler, é mancada da medíocre diretora Denise Di Novi, produtora de vários filmes do Tim Burton
David, o disputado, é o típico cara de classe média alta, garboso e carismático, tem uma empresa de cerveja artesanal e derrama testosterona em cada take – afinal é preciso justificar a louca obsessão de Tessa com ele. Fofocas, roubos de pertences pessoais, intrigas envolvendo a filha e tudo o que é possível de se imaginar acontece na trama, dosadamente nas suas 1 hora e 40 de exibição. O plot twist não surpreende e o final é óbvio demais.
Katherine Heigl tem uma atuação quase robótica e arranca alguns risos com os foras que dá na pobre Julia. É até covardia compará-la com Glenn Close, que foi indicada ao Oscar por Atração Fatal. Se depender desse filme pra angariar novos fãs, Heigl deu um tiro no pé ao aceitar o papel. Já Rosario Dawson se esforça até demais numa personagem corriqueira num filme tão ordinário – é tão competente que fico imaginando que ela deve até ter feito bife a milanesa e purê de batata pra toda equipe durante as filmagens. A ex Pantera Cheryl Ladd, trazida da tumba, interpreta a também neurótica mãe da Tessa, apelidada de Cruella Chanel…lamentável. Com direção de arte meio ruinzinha, só o básico mesmo, fotografia ok e trilha sonora chata e exagerada, Paixão Obsessiva ainda que ruim deixa um gancho pra uma possível continuação!!! (nãooo) Contrariando o título original, é absolutamente Esquecível.

Trailer:

FICHA TÉCNICA
Título: Paixão Obsessiva
Título Original: 
Unforgettable
Diretora: Denise Di Novi
Data de lançamento no Brasil: 20 de abril de 2017
Itallo Morelli

19 thoughts on “Paixão Obsessiva [Resenha do Filme]

  • 20 de abril de 2017 em 16:28
    Permalink

    Uau, realmente vc n gostou do filme Itallo
    Hahahahahaahahahaha
    eu até pensei em qrer assistir mas se já n tava ansiosa, agora q desisto msm

    Adorei a resenha ácida!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    Resposta
  • 20 de abril de 2017 em 17:28
    Permalink

    Oi Itallo,
    Já tinha visto o trailer desse filme e achado totalmente sem graça, porque nem a curiosidade de saber o que acontece com a vilã, me motiva a ver o filme. Ótima resenha!!

    *bye*
    Marla
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 20 de abril de 2017 em 17:49
    Permalink

    Devo ter um péssimo gosto para filmes.
    Kkkkkkkk
    Pois eu gostei do trailer e pretendo assistir mas não nos cinemas. Em casa quando sair em DVD.

    Resposta
  • 20 de abril de 2017 em 18:44
    Permalink

    Olá, tudo bem? Nossa, parece ser um ótimo filme! Adorei seu post e fiquei curiosa para ver o filme!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    Resposta
  • 20 de abril de 2017 em 20:13
    Permalink

    Oie Itallo =)

    Não sabia do lançamento desse filme, mas só pelo plot ele não me chamou a atenção. É aquele tipo de clichê ruim e que todo mundo sabe como vai acabar e não surpreende.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    Resposta
  • 20 de abril de 2017 em 23:02
    Permalink

    Oi! Esta revoltado com o filme kkkkkk eu não entendo muito, mas gostei do trailer. E vendo o enredo, esperar algo inovador é querer muito. Pois filmes do gênero existem diversos. Eu quero assistir, pois é um cliché bom para passar o tempo e entreter. Bjos e parabéns pelo excesso de sinceridade kkkkkk ❤

    Click Literário

    Resposta
  • 21 de abril de 2017 em 00:17
    Permalink

    Este comentário foi removido pelo autor.

    Resposta
  • 21 de abril de 2017 em 00:19
    Permalink

    Bom, pra mim é um filme comum, um clichê ao seu modo. Adoro a Katherine como atriz e estou até curiosa para conferir o filme, mesmo eu não gostando tanto de filmes. O trailer é até interessante, não grande coisa mas até assistiria. Entendo as suas críticas, não é algo inovador, mas fazer o que, né? É só mais do mesmo.

    Magia é Sonhar

    Resposta
  • 21 de abril de 2017 em 16:17
    Permalink

    Olha que eu estava com altas expectativas com relação ao filme. Amei o trailer e jurava que o filme ia ser sensacional. Mas pelo visto nem tanto né?
    Eu adoro a Katherine Heigl e apesar do filme não ser tudo isso, pretendo assistir por conta dela mesmo.
    Beijos
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 21 de abril de 2017 em 20:27
    Permalink

    Nossa, que ofensivo. Gostei!!!!
    kkkkk
    Brincadeiras a parte. Não achei a postagem ofensiva, mas achei ela bem crítica e foi por isso que gostei tanto 🙂
    Acho que eu também não ficaria feliz com o filme, mas sabe que seus comentários me deixaram com vontade de conhecer? Só pra ver se eu ia achar o mesmo hahahha
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br

    Resposta
  • 22 de abril de 2017 em 05:52
    Permalink

    Olá!

    Como é percebível o seu enorme apreço por esse filme!

    Eu fiquei presa ao trailer, mas depois desses comentários acho que vou ficar só no trailer mesmo. Adorei a resenha crítica, é sempre bom ler cada opinião!

    Beijão,
    http://www.cretinaliteraria.com

    Resposta
  • 25 de abril de 2017 em 20:00
    Permalink

    Eu gosto desse tipo de filme, clichê puro, mas quem nunca? hahaha. Heigl é uma ótima atriz, gosto dela e já acompanhei inúmeros trabalhos! O trailer não tem muito o que passar de novo, é aquela mesma velha formula e outros filmes do gênero. Enfim, ainda não tive a chance de ver o filme! Quando tiver a oportunidade verei.

    O Planeta Alternativo

    Resposta
  • 4 de maio de 2017 em 17:01
    Permalink

    Oi!!!
    Que pena que não gostou!
    Ainda sim estou com muita vontade de assistir mesmo correndo o risco de me decepcionar 🙁
    Otima resenha, grande beijo
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    Resposta
  • 20 de fevereiro de 2018 em 18:29
    Permalink

    Katherine Heigl nos deixa outro projeto de qualidade, de todas as suas filmografias essa é a que eu mais gostei, acho que deve ser a grande variedade de talentos. Será exibida na TV, aqui deixo os horários: https://br.hbomax.tv/movie/TTL612305/Paixao-Obsessiva, a chave do sucesso é o bem que esta contada a historia e a trilha sonora, enfim, um dos meus preferidos. Paixão Obsessiva é um dos melhores filmes que estrearam o ano passado. O ritmo da historia é ameno e a mensagem que tem o filme é muito divertido, definitivamente recomendado.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+