Outlander – Os Tambores do Outono

Acompanhar a vida de Claire e Jamie juntos é uma aventura muito gostosa e romântica, mas às vezes nem sempre. Desta vez os dois estão em um mundo desconhecido e onde Jamie pode finalmente se estabelecer sem medo de ser perseguido, ou assim eles acreditam.
Eles são assaltados por um conterrâneo Bonnet e perdem toda a fortuna que acreditavam ter e que pagaria pelo caminho que os levaria a chegar na casa da Tia de Jamie, Jocasta, uma viúva que há muitos anos veio para o novo mundo com o marido e ela quer que Jamie passe a ser seu homem de confiança, aquele que vai cuidar de seus negócios, de suas terras, dos seus escravos. Porém, Claire por ter vindo do futuro, por ser uma médica e uma pessoa muito boa e esclarecida, não é capaz de aceitar a escravidão, e também é por isso que Jamie aceita o convite do Governador de se estabelecer em terras que ele pode escolher e buscar por colonos que o ajudem a desenvolver uma comunidade. Claire teme por Jamie, ela não quer que ele vá para a Escócia buscar colonos para a nova comunidade, ela tem medo de que ele morra, já que no futuro ela viu a pedra que marca o túmulo dele na Escócia e estando no novo mundo com ele, ela acredita que ele estará salvo da morte. No entanto, todos os caminhos os levam à Clareira Fraser e Claire pode esquecer suas preocupações quanto à Escócia, pois tanto ela quanto Jamie enfrentam problemas completamente desconhecidos, como a presença de selvagens, ursos que atacam e uma epidemia de sarampo.
Enquanto isso, no futuro, Brianna se envolve cada dia mais com Roger e apesar de não serem totalmente sinceros quanto aos seus sentimentos, eles vão se aproximando cada vez mais à medida que pesquisam sobre Claire e Jamie. Os dois têm esperança de encontrar qualquer referência sobre eles nos livros do passado e isso leva Roger a descobrir uma tragédia que vai se abater sobre Claire e Jamie e ele não quer contar para Brianna, já que acredita que saber a verdade irá destruí-la.
Com 569 páginas a primeira parte do livro quatro de Outlander é boa, assim como os outros, mas eu achei mais arrastado, com muitos detalhes que não alteravam realmente a história e não traziam nada para o leitor. Não é nada que me impeça de continuar a acompanhar a aventura deles, mas foi mais difícil percorrer todas as páginas desta narrativa que ficou mais lenta. Entretanto, um ataque de urso ou um sapato de Claire que aparece na porta da cabana de Jamie, indicando que ela está em perigo, a sintonia que eles mostram ter, quando Jamie não volta para casa e Claire sair a sua procura e o encontra jogado na neve, faz todas as linhas valerem à pena. 
Por isso, acabei me jogando também na parte 2 desta aventura!

Se na primeira parte de Tambores do Outono, Diana Gabaldon quase abusou da monotonia, na segunda parte ela enriqueceu a leitura com fortes emoções, situações inesperadas, muita aventura e momentos tão fofos que fui obrigada a disfarçar uma lágrima aqui e outra ali enquanto me envolvia com os personagens.
A autora descreve com riqueza de detalhes a vida dos escoceses que foram colonizar a América. Ela consegue mexer com a emoção e dar aos personagens um carisma tão grande que a leitura é movida pela paixão por eles. Que livro!
Nesta segunda parte, Diana conta como a vida dos Fraser muda com a chegada de Brianna e Roger ao século 18. Claire já está muito bem adaptada a sua vida com Jaime, mas muitas vezes só o amor não é suficiente para resolver os conflitos que chegaram junto com a crueldade de Stephen Bonnet que alcança Brianna Randall e Roger Mackenzie, abalando profundamente os Fraser.
Claire se vê diante de um problema que exige mais dela, ao mesmo tempo em que tem que compreender o lado de Jaime e o lado de Brianna, e Roger passa por momentos de terror em consequência à sua busca por pedras preciosas que levarão ele e Brianna de volta ao século 20. Jaime tem que consertar seus erros, Ian parte para uma nova vida longe do tio e Claire ainda vai saber a verdade sobre Frank Randall que Roger descobriu enquanto encaixava as coisas de seu pai morto.
Depois de ler esta parte em modo de velocidade ansiedade máxima, espero logo poder começar a ler A Cruz de Fogo.
FICHA TÉCNICA
Título: Outlander – Os Tabores de Outono
Autora: Diana Gabaldon

CLIQUE AQUI para saber sobre a primeira temporada da Série que já está disponível na Netflix
CLIQUE AQUI para ficar sabendo sobre a segunda temporada e sobre a primeira parte do terceiro livro da série.
CLIQUE AQUI para saber sobre a segunda parte do terceiro livro da série.

Marise Ferreira

8 thoughts on “Outlander – Os Tambores do Outono

  • 1 de março de 2017 em 21:12
    Permalink

    Olá, Marise.
    Eu tenho o primeiro livro dessa série aqui em casa, mas ainda não li. Sei que vou gostar e por isso que não li ainda. Só de pensar que tem esse monte de livros publicados para eu comprar hehe. E sem falar que todos são enormes. Mas assim que der eu começo ela.

    Prefácio

    Resposta
  • 2 de março de 2017 em 19:12
    Permalink

    Olá, Marise.
    Essa série parece ser muito boa, mas o tamanho gigantesco dos livros me desanima demais. De toda forma, sua resenha aumentou um pouco a vontade de ler.
    Talvez consiga quebrar a preguiça em breve.

    Desbravador de Mundos – Participe do top comentarista de março. Serão três livros como prêmio, sendo dois autografados.

    Resposta
  • 3 de março de 2017 em 03:27
    Permalink

    Olá, Marise!
    Li por cima para não pegar spoilers, mas já voltei ter ansiedade para ler os livros. Só esperando uma promo (que nunca chega) boa pra comprar… e olha que já fazem anos que estou a procura kkkk

    Abraço!
    http://lupiliteratus.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 4 de março de 2017 em 17:23
    Permalink

    Oi Marise,
    Os livros que são 'parte 1' sempre são mais lentos e cheios de promessas.
    Acabei de ler 'A Cruz de Fogo' e sinto que estou em 'modo espera' para ter a continuação em minhas mãos *-*
    Beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+