O ar que ele respira [Resenha Literária]

O ar que ele respira é o segundo livro da autora Brittainy C. Cherry lançado pela Record, e o primeiro de quatro livros da série Os elementos. No ano passado li Sr. Daniels e fiquei passada com o livro, mais que perfeito. O enredo me deixou abalada por vários motivos, tanto pela escrita como pela estória. Então assim que a Record lançou O ar que ele respira, corri atrás e comprei.

O livro conta a estória de Elizabeth e Tristan, ambos perderam pessoas que amaram e estão lidando com o luto, cada um à sua maneira. Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. A dor da perda ainda a consome, as lágrimas ainda insistem em cair, mas ela encontra em Emma, sua filha de cinco anos, a força de que precisa para recomeçar.

Ao retornar à pequena Meadows Creek, Elizabeth se envolve em um pequeno acidente, onde atropela um cachorro chamado Zeus. Como uma boa cidadã, ela presta cuidados ao animal e junto com o dono do cachorro vai parar em uma clínica veterinária e Elizabeth acaba passando muita raiva com o dono do animal. Depois dessa confusão, ela não ver a hora de chegar em casa com a filha, mas acaba chegando à conclusão de que tudo, com exceção dela própria, continua igual: as fofocas, os velhos amigos, a estranha loja do Sr. Henson…

Ou melhor, quase tudo. Seu novo vizinho, Tristan Colen, é o cara mais falado da cidade e o dono do Zeus, o cachorro que Elizabeth atropelou. O rapaz é grosseiro, solitário, com o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Com o tempo, Elizabeth descobre que, por trás do ser intratável, há um homem que foi devastado pela morte das pessoas que mais amava, e tenta se aproximar dele, mas Tristan faz de tudo para impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado, não há espaço para um novo começo.

Alguns leitores vão achar algumas partes do livro um tanto surreal e não vão gostar de algumas atitudes do personagem Tristan. Depois de relê-lo, parei para pensar na maneira que a autora abordou o luto e cheguei à conclusão que cada pessoa tem sua maneira de passar pela perda de uma pessoa amada. Particularmente vivo com o luto no meu dia a dia, por isso me identifiquei muito com o casal. Principalmente com a maneira de pensar do Tristan, ele pode ser grosseiro e não querer a presença de ninguém, mas tem seu lado sensível. Lógico que isso não justifica suas atitudes, mas por outro lado entendo muito bem a mensagem que a autora quis passar. O luto e a perda de uma pessoa que se ama pode destruir sua alma e sua mente.

Como o livro é narrado pelos dois personagens, podemos conferir uma parte da estória de Tristan, o que me fez parar e literalmente tomar um pouco de ar, para conter as lágrimas!

O ar que ele respira não é melhor que Sr. Daniels, mas chega a ser tão bom quanto. Espero que o segundo livro dessa série seja emocionante, como esse.

Para quem não conhece a autora Brittainy C. Cherry, convido a conhecerem. Ela publica pela Amazon em inglês, e como falei a Record publica aqui no Brasil. E para a nossa alegria de leitores compulsivos, o Grupo Editorial Record tem muitos dos seus livros liberados na Amazon pelo programa Kindle Unlimited. Entre esses livros, o Sr. Daniels está liberado por lá e O ar que ele respira está num preço mais que acessível. Vale a pena conferir essas duas obras.

FICHA TÉCNICA
Título: O ar que ele respira
Autora: Brittainy C. Cherry
Onde Comprar: Amazon
Ariane de Freitas

18 thoughts on “O ar que ele respira [Resenha Literária]

  • 30 de janeiro de 2017 em 21:14
    Permalink

    Oi Ariane, tudo bem?
    Gostei da resenha e dos aspectos abordados, mas o enredo não me chamou muito a atenção, sabe? Adoro clichês nos romances, mas esse pareceu um clichê do tipo que não me causa curiosidade.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2017 em 23:10
    Permalink

    Oi, Ariane!
    Lembro que a primeira vez que vi a capa desse livro imaginei um enredo completamente diferente. Conforme as resenhas foram saindo, fui me interessando. Tenho uma queda por livros que falam de perdas e de luto, vai entender… Então acho que leria, sim.

    Beijos, Entre Aspas

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2017 em 23:21
    Permalink

    Oie xará 😉

    O que falar desse livro? Sem sombra de dúvidas o melhor livro que li em 2016. Lindo, doloroso e ao mesmo tempo verdadeiro. Maravilhoso, simplesmente maravilhoso!

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    Resposta
    • 31 de janeiro de 2017 em 00:36
      Permalink

      Oi!!!
      Adorei seu nome kkkk
      Sim o ar que ele respira ficou entre os melhores das minhas leituras de 2016.
      bjs

      Resposta
    • 31 de janeiro de 2017 em 00:37
      Permalink

      Oi
      Estou bem;)
      Sim, ela tem uma escrita muito leve e nos deixa querendo mais.
      Bjs

      Resposta
  • 31 de janeiro de 2017 em 01:18
    Permalink

    Oi Ariane! Sempre que me deparo com esse livro tenho vontade de ler.. apesar de não gostar muito de romances, esse parece ter uma história interessante 🙂
    Beijinhoo
    eventualobradeficcao.blogspot.com

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2017 em 02:37
    Permalink

    Gostei da resenha Ariane. Já li um livro dessa autora e amei. Acredito que essa série seja realmente maravilhosa. Beijo!

    http://www.newsnessa.com

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2017 em 03:03
    Permalink

    Oi, Ariane!
    Eu li esse livro e gostei bastante, realmente cada um tem a sua maneira de viver o seu luto, o livro tem bastante drama, mas várias partes engraçadas. Eu gostei muito do Tristan.
    Também achei Sr. Daniels melhor do que O Ar que ele respira. 🙂
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli – Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2017 em 10:44
    Permalink

    Oiii Ariane! Mais uma novidade literária para mim. A premissa do livro me chama atenção e seria legal ler algo sobre o jeito de algumas pessoas lidarem com o luto e como elas seguem suas vidas. Não gosto de romances, mas parece ser um livro divertido para passar o tempo, gostoso também se é bem escrito

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    http://www.carolespilotro.com

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2017 em 15:31
    Permalink

    Concordo com voce que cada pessoa vive o luro de forma diferente por isso hora nenhuma fiquei com raiva do Tristan ou condenei seus atos. Amei o livro, ri, chorei, me emocionei. Acho até que gostei mais que Sr. Daniels.
    Linda resenha.
    Há, ontem este livro estava a 1,99 em ebook na Amazon- imperdível.
    abraços
    Gisela
    http://www.lerparadivertir.com

    Resposta
  • 1 de fevereiro de 2017 em 12:35
    Permalink

    Ahhhh esse livro, maravilhoso é pouco par descreve-lo!
    Eu amei ler "O Ar Que Ele Respira", mesmo com o excesso de tragédias! O livro é muito emocionante, vale a pena a leitura… Sr. Daniels tbm é lindo e achei muito semelhante os dois, não sei se é a forma da escrita da outra, ou se as histórias tem pontos semelhantes!

    Beijinhos!
    Amanhecer Literário

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2017 em 00:21
    Permalink

    Oi Ariane!
    Comprei recentemente o e-book na Amazon.Nem acreditei no quanto ele estava barato kkkkkkkkk
    Já me falaram coisas boas sobre a autora e dizem que esse livro é um dos melhores dela.
    Quem sabe ela não aparece na Bienal esse ano (fica a dica!kkkkkkkk)
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.