Amante Eterno [Resenha Literária]

Amante Eterno é o segundo volume da série Irmandade da Adaga Negra e devo dizer que J. R. Ward me ganhou definitivamente. Não é preciso necessariamente ler o primeiro para ler o segundo, mas com certeza se perde muita coisa ao não começar a leitura em ordem cronológica. Ao menos neste segundo volume porque a partir do terceiro fica impossível ler de forma independente. 

Rhage é um dos vampiros guerreiros da Irmandade da Adaga Negra sendo com certeza um dos mais fortes devido a besta que vive em seu corpo, uma punição da Virgem Escriba. Rhage odeia ter que viver com este monstro que é liberado quando ele fica bastante nervoso, o que ajuda sem dúvida na guerra travada contra os humanos que perderam sua alma ao deus Ômega e que por isso matam os vampiros. Quando a Besta sai ninguém consegue pará-la e ela devora quem estiver em sua frente, amigos ou inimigos.

Não é só a questão física que incomoda Rhage, já que depois que a besta sai ele fica debilitado, mas sim o fato de ter que controlar algo que às vezes quer sair do seu controle. E quando Rhage conhece Mary, a besta realmente quer fugir do controle. Mary é uma personagem doce, mas é humana e nada sabe sobre o mundo dos vampiros. Porém, um dia, trabalhando de voluntária, descobre um rapaz que vive sozinho e sua vizinha Bella, uma vampira, sente que John não é humano e que sua transformação para vampiro será em breve. Assim, Bella consegue convencer Mary a levar o rapaz a Irmandade da Adaga Negra e é lá que ela conhece Rhage.
O romance dos dois não é fácil, Rhage se sente bastante atraído por Mary, mas sabe que ficar com uma humana é bastante complicado, não só porque os vampiros estão em guerra, mas também por causa da besta que vive nele. Como se não bastasse, Mary enfrenta um câncer há muitos anos e isso acaba trazendo ainda mais dificuldades para o relacionamento, já complicado, dos dois.
Como a série de J. R. Ward não é um simples romance sobrenatural, a narrativa envolve muitas cenas de ação, misturada ao drama e com toques de suspense. John é um rapaz que não sabe suas origens e muitos mistérios rondam a vida do rapaz, mistérios que não são resolvidos no segundo volume da série.

Além do enredo principal, J. R. Ward começa a desenvolver outras histórias paralelas que serão trabalhadas nos próximos livros, mostrando que a autora elaborou muito bem a série, criando um universo vampiresco bastante complexo. Não temos aqui um livro erótico, embora tenhamos sim cenas eróticas, ou um puro romance, apesar de Rhage e Mary terem um amor doce. O que temos em Amante Eterno é uma narrativa que mescla de tudo um pouco, em que a autora trabalha muito bem os seus personagens, desenvolvendo todo o enredo principal sem deixar pontas soltas, criando cliffhangers em pontos estratégicos e assim criando ganchos para os próximos volumes da série de modo natural e não forçado. Dessa forma, o leitor está sempre querendo conhecer mais e mais as histórias dos personagens.
As camadas que envolvem a trama acabam nos prendendo do início ao fim e quem ainda não começou a série, comece, se vicie e tenha muitos cruches vampiros!

FICHA TÉCNICA
Título: Amante Eterno 
Série: Irmandade da Adaga Negra #2
Autor: J. R. Ward

Onde comprar: Amazon





Para ler a resenha completa de Amante Sombrio CLIQUE AQUI

Michele Lima

14 thoughts on “Amante Eterno [Resenha Literária]

  • 3 de novembro de 2016 em 12:57
    Permalink

    Oi, Mi.
    Não é meu tipo de leitura favorito, mas gostei de saber que não é erotismo que encontramos na história, isso me fez querer adiciona-lo para uma possível leitura.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    Resposta
  • 3 de novembro de 2016 em 14:44
    Permalink

    Não curto muito o gênero, mas me interesso muito por histórias que prendam o leitor 🙂 e pela sua resenha é isso o que acontece nessa 🙂
    Beijos,
    Juliana.
    http://www.fabulonica.com/

    Resposta
  • 3 de novembro de 2016 em 18:55
    Permalink

    Olá Mi, confesso que tenho um pouco de receio em começar a ler livros de romances que envolvem vampiros e tudo mais, acho que está um manjado sabe? Mas que bom que vc gostou, para quem curte esse estilo é uma ótima dica eim!

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

    Resposta
  • 3 de novembro de 2016 em 19:51
    Permalink

    Sua resenha está tao bém escrita que me deu vontade de ler esse livro, mesmo ele nunca tendo despertado meu interesse.
    Sobre vampiros li poucos livros e esse, pela capa, não me chamou a atenção. Mas ao saber que é viciante deu vontade de ler!

    Resposta
  • 3 de novembro de 2016 em 19:56
    Permalink

    Oi, Michele

    Eu conheço a série, mas não li ainda. Andava meio saturada de vampiros, pois há um tempinho atrás só dava livro sobre isso, mas agora a minha animosidade em relação ao tema está passando, vou até ler entrevista com o Vampiro em breve.
    Rhage é meio Hulk, né? Se fica nervoso se transforma num monstrão! hahahaha
    Acho que faria a leitura sim, mas antes leria o primeiro.

    Beijo
    – Tami
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    Resposta
  • 3 de novembro de 2016 em 23:20
    Permalink

    Oi, Michele!
    Eu já ouvi falar bastante desse livros, mas confesso que eu não tenho muita vontade de ler. Apesar de ser um gênero que eu gosto, nunca me senti atraída pela história. rs
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    Resposta
  • 4 de novembro de 2016 em 00:15
    Permalink

    Oi Mi, tudo bem?
    Menina eu amo esta série! O Rhage é o meu amante eterno mesmo! Ele só perde pro Mister Darcy. hahaha
    Adorei sua resenha e me deu até vontade de reler o livro mais uma vez. Eu gosto de todos os irmãos, mas ele é o meu xodó. Tenho todos os livros, mas falta ler os três últimos(O Rei, Os Sombras e A Besta).
    Bjus
    Lia Christo
    http://www.docesletras.com.br

    Resposta
  • 5 de novembro de 2016 em 01:00
    Permalink

    Uau! Sem fôlego? Com certeza estou!
    Ganhei os 2 primeiros livros da série em um evento e no dia ouvi umas pessoas falando mal, por isso larguei-os de lado. Com essa sua resenha vou correndo ler o primeiro livro. Me deixou maravilhada. Adorei! Adorei!

    Beijos,
    Gnoma Leitora

    Resposta
  • 6 de novembro de 2016 em 14:53
    Permalink

    Oi Mi! Este e o do Z são os meu preferidos, fiquei super feliz em saber que A Besta traz este vampirão de volta. Preciso retomar a leitura da série.

    Bom domingo!

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+