Leo [Crítica do Filme]

Todo mundo sabe que a Netflix ama o Adam Sandler e eu amo animações! Achei uma combinação excelente! Ainda mais que o elenco conta também com o restante da família Sandler (Jackie Sandler, Sunny Sandler e Sadie Sandler), Bill Burr, Jason Alexander e Rob Schneider. Na versão dublada os dubladores Alexandre Moreno e Mário Jorge Andrade se destacam. 

Vamos acompanhar o simpático lagarto Leo (Adam Sandler) e a tartaruga  Squirtle (Bill Burr) que são bichos de estimação da turma do último ano do Ensino Fundamental. Parecia que seria mais um ano comum com crianças comuns, mas Leo descobre que tem 74 anos e acha que vai morrer com 75! Ele fica em choque que vai morrer sem nunca ter visto o mundo, preso naquela sala de aula. Com a chegada da professora substituta Sra. Malkin (Cecily Strong), Leo aproveita que ela obriga os alunos a levarem um animal para casa toda semana e pensa em escapar.  

No entanto, Leo é visto pela aluna Summer (Sunny Sandler) falando e começa assim a dar conselhos a todos os alunos a cada semana, sempre dizendo para eles nunca contarem que ele sabe falar. Aos poucos, Leo se torna essencial para os alunos e os ajuda com todas as suas inseguranças, tornando-os mais confiantes e gentis, não querendo mais fugir.


O longa tem como público-alvo o infantil, mas é fácil gostar da animação mesmo sendo adulto, a direção é bem dinâmica e traz a cada cena algo interessante, seja pelos problemas dos alunos, pelo carisma de Leo ou por várias piadas com boas referências, tal quando o protagonista parece um Godzilla destruindo prédios, mas na verdade é uma maquete. Os traços também chamam atenção, a animação é bem definida, mas as crianças do jardim de infância possuem uma aparência divertida e demonstra com clareza a enorme energia delas. Ainda vale ressaltar que é uma animação com números musicais, alguns bons, outros nem tanto. 

E além das crianças serem ótimos personagens com problemas diferentes como falar demais, falar de menos, pais divorciados, superprotetores, arrogantes, entre outros, a Sra. Malkin na reta final também ganha significância.

Leo é um animação sensível e que mostra a vulnerabilidade das crianças e suas inseguranças, com um animal que se torna confidente delas, sem julgá-las. É um filme bem divertido e cheio de meiguice. 

FICHA TÉCNICA

Título: Leo
Direção:  Robert Smigel
Data de Lançamento: 22 de novembro de 2023 
Netflix

Michele Lima

One thought on “Leo [Crítica do Filme]

  • 28 de novembro de 2023 em 13:40
    Permalink

    Parece ser uma animação tocante e com muitos ensinamentos. Fiz gosto em conhecer.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está no ar cheio de posts novos e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!
Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+ Saiba tudo sobre A Noite das Bruxas!