Um namorado para minha mulher [Resenha do Filme]

Conferimos a Cabine de Imprensa de Um namorado para minha mulher. Filme estreia dia 1º de setembro.
Um namorado para minha mulher é uma versão do longa argentino (Un novio para mi mulher, 2008) bastante premiado e que teve mais de um milhão de espectadores; com a mesma premissa já era de esperar assistir algo simples, mas ao mesmo tempo encantador.

Chico (Caco Ciocler) está casado com Nena (Ingrid Guimarães) há 15 anos e logo ao princípio vemos o início da relação e o desgaste. Com o tempo urinar na frente do parceiro e reclamar do futebol acaba se tornando rotina para os dois e Chico está visivelmente cansado da mulher, mesmo porque no primeiro ato do longa nos deparamos com uma Nena chata, que reclama de tudo, que passa o dia inteiro em casa e pouco se comunica com o marido. Como Chico não é um homem de decisões, o personagem não tem coragem de se separar e é facilmente convencido a contratar uma pessoa para que sua mulher se apaixone e peça o divórcio. Pode parecer uma situação absurda, mas sempre achei que os homens tivessem muito mais dificuldade em pôr um fim a um relacionamento que uma mulher (embora talvez meu comentário seja sexista).

No segundo ato temos uma completa desconstrução dos personagens, Nena já não parece tão chata, na verdade, seu lado rabugento é até divertido e a possível pena que podemos sentir de Chico, por ter que viver com uma mulher insuportável, acaba por completo. Chico contrata um homem chamado Corvo (Domingos Montagner) que consegue as informações de Nena para conquistá-la, um personagem curioso, misterioso, mas responsável pelas mudanças que acontecem na vida da protagonista. Corvo acha que Nena precisa trabalhar, para assim poder falar com ela todos os dias e Chico, desesperado, resolver pagar para um amigo contratar a esposa. Gastão (Paulo Vilhena) tem um programa na internet e Nena começa a fazer sucesso com seu lado rabugento de ser. A partir de então Chico começa a ver sua esposa de uma forma que há muito tempo não via, mas o plano que iniciou está em ação e não será muito fácil se livrar do Corvo.

Não é sempre que vemos Domingos Montagner em personagens mais cômicos, mas foi uma grata surpresa vê-lo interpretando Corvo, com um cabelo enorme, no maior estilo cigano. Em um primeiro momento você até desconfia que ele possa ter algum progresso com Nena, mas Corvo esconde mais do que imaginamos, bem como a própria protagonista que sem dúvida é a personagem mais complexa. Já o Chico vai de pobre coitado para babaca até o final do filme.

E se a gente pensa que por ser uma comédia o longa está cheio de clichês, é aí que a gente se engana. Porque por mais que tudo possa ser previsível, Nena não é! Sua sinceridade é ácida, mas é visível que ela tenta lutar pelo seu casamento, ao contrário de Chico que é um covarde. Claro que em um relacionamento os dois precisam colaborar para que tudo dê certo e Nena também tem sua parcela de culpa, porém é evidente que a protagonista acaba sendo afetada pelas atitudes do marido.

No final das contas a mensagem do amor, do casamento, da dificuldade de se comunicar com o outro, da solidão a dois, tudo está presente no filme, mas de um modo extremamente divertido, sem ser forçado, e nada convencional. Afinal, os chatos também podem ser verdadeiramente amados.

Trailer:

Sobre a Coletiva de Imprensa

Domingos Montagner foi o grande destaque da coletiva, com um personagem que foge do padrão, o ator explicou que a parte circense que o Corvo apresenta sempre esteve muito presente em sua vida. Já Ingrid Guimaraes contou que teve muita dificuldade em interpretar uma personagem que não sorri, o que não é muito comum dela. Caco Ciocler chamou atenção para a dificuldade dos homens em terminar um relacionamento e a diretora Julia Rezende contou sobre a experiência de gravar em São Paulo, saindo um pouco do cenário do Rio de Janeiro. Como uma boa paulista confesso que gostei de reconhecer os bairros que aparecem no longa.
De modo geral foi possível ver que os atores ficaram bem satisfeitos com o resultado do filme e que esperam que o público aprecie a história, mesmo o longa não sendo um Blockbuster!

Trecho da Coletiva de Imprensa:





Dados do Filme
Título: Um namorado para minha mulher
Direção: Julia Rezende 
Ano: 2016

Michele Lima

22 thoughts on “Um namorado para minha mulher [Resenha do Filme]

  • 27 de agosto de 2016 em 15:02
    Permalink

    Oi, Mi! Que bacana o filme, eu ainda não tinha ouvido falar dele. Relações, casamentos… Nunca são fáceis, né?! Muito bacana o filme conseguir abordar os problemas de forma divertida.

    Beijos, Entre Aspas

    Resposta
  • 27 de agosto de 2016 em 15:02
    Permalink

    Aaaah eu adorei o filme. Achei uma delícia o enredo e tenho a impressão que corro o risco de gostar dessa aventura. As vezes também acho que os homens tem dificuldade de terminar o relacionamento ou aceitar o fim, uma boa porcentagem deles por terem um sentimento de posse em relação a "mulher de casa" misturado a convicção de que podem curar suas insatisfações com a mulher da rua sem afetar o relacionamento com a de casa – esse tipo proprietário não raro é capaz de violências extremas quando a parceira decide seguir sem ele; outros por verem na mulher um tipo de figura materna ou serem acomodados ou serem o tipo que se sente responsável pela mulher… A parte isso se eu encontrar força de caráter kkk corro o risco de ir vê "Um namorado para minha mulher" e gargalhar um pouco!

    Resposta
  • 27 de agosto de 2016 em 23:03
    Permalink

    Oi
    gostei da reviw, já estava com vontade de assistir antes só de ver o trailer agora fiquei ainda mais curiosa, o cinema Nacional tem ótimos filmes desse gênero, esse parece sr mais um. Adoro a Ingrid.

    momentocrivelli.blogspot.com

    Resposta
  • 27 de agosto de 2016 em 23:11
    Permalink

    Uau!
    Que demais, fiquei com vontade de assistir!
    Irei anotar aqui para assisti algum dia.
    Amei o post, ficou tudo bem esclarecido e me deixou com vontade de assistir!
    Beijos,
    Keth.
    Blog: http://www.parbataibooks.blogspot.com.br

    Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 01:42
    Permalink

    Já vi o trailer algumas vezes, mas por enquanto não fiquei tentada a assistir.
    Não sou muito fã desse estilo de filme, já tive uma época que assistia demais. Enfim, por enquanto não pretendo vê.
    Beijos
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br

    Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 03:25
    Permalink

    Olá Mi!
    Vim agradecer e retribuir sua visita.
    Oowwnn me encantei com seu blog, vim te trazer um cafezinho e acabei ficando para uma xícara de café, rs
    Amei sua resenha <3
    Não conhecia o filme e me instigou o enredo que se num primeiro momento parece ser simples sabemos que não será, já que se trata de relacionamentos e cada um é uma singularidade.
    Personagens complexos e desconstruídos, são interessantíssimos, um universo particular e compartilhado. De cara já quero saber tudo sobre a Nena e o Corvo, rs
    Dica anotadíssima, quero muito assistir.
    Obrigada por compartilhar
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 12:44
    Permalink

    Olá, Michele.
    Quando vi o nome do filme fiquei encucada hehe. Me interessei bastante por ele e vou assistir. Gosto muito da Ingrid e fiquei curiosa com ela fazendo um papel que não sorri hehe.

    Blog Prefácio

    Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 14:45
    Permalink

    Oi Michele!
    Eu vi o trailer e estou com vontade de ver o filme, parece ser muito legal!

    Beijos,
    Sora – Meu Jardim de Livros

    Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 15:10
    Permalink

    Os filme se series brasileiras estao realmente ganhando minha atenção, esse por exemplo parece ser muito bom. Estou botando fé na cultura cinematográfica do Brasil. Além dos livros nacionais tbm. To muito feliz com isso. O Brasil ta crescendo
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 17:54
    Permalink

    Hey Mi!
    Mi, olha, qunado vi que era nacional eu torci um pouco o nariz porque geralmente eu não gosto de nacionais mas adorei a coletiva e a premissa do filme e bem!!!Voce contando da Nena e do Corvo e do (tenho um crush no Caco Ciocler, ele é lindo, pelo amor de Deus!) marido que de coitado passou pra um chato de galocha total HAHAH fiquei curiosa para saber COMO terminou esse enredo HEHEHE sera que ela continua com o marido ou separa dele? E como homem é dificil pra terminar com a mulher – deu mor volta né? AHAHA mas adorei

    A´sim!!! Afinal, quem não quer um namorado saido diretamente das paginas dos livros, né?
    Um beijo!
    Pâm – http://www.interruptedreamer.com

    Resposta
    • 28 de agosto de 2016 em 22:04
      Permalink

      Pam eu tb tenho crush por ele, confesso que quase o agarrei na coletiva hahahahahahahaha

      Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 20:27
    Permalink

    Não sabia sobre o filme e fiquei extremamente encantada pela resenha. Senti que estava começando a assistir a partir de cada nova linha lida e fiquei louca para conferir! A trama parece ser incrível, repleta de boas reflexões e desconstruções para prejulgamentos e afins, mostrando o quanto, por vezes, o mais necessário é saber olhar para o outro lado da moeda do outro… adorei e adorei!

    semquases.com

    Resposta
  • 28 de agosto de 2016 em 21:00
    Permalink

    Oi Michele, tudo bem?
    Adorei a dica!
    Filmes de comédia nacionais costumam ser bons, pelo menos aos que eu já assisti.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    Resposta
  • 29 de agosto de 2016 em 11:14
    Permalink

    MIiiiiiii, esse filme parece maravilhoso <3
    Claro que terei que assistir 🙂
    Sempre gosto de dar chance ao cinema nacional, então já estou ansiosa para ver =D
    Já ri aqui com o trailer hahaha
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 29 de agosto de 2016 em 13:47
    Permalink

    Olá, Michele.
    Não curto muito comédias, mas fiquei louco para conferir esse filme. A premissa é bem legal e deve ser interessante conferir a evolução desse relacionamento (depois de estar quase fracassado).
    Quero conferir o filme.

    Desbravador de Mundos – Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    Resposta
  • 31 de agosto de 2016 em 03:13
    Permalink

    Eu vi o trailer deste filme e simplesmente adorei, realmente quero assistir esse. Não sou muito fã da Ingrid Guimarães, mas acho que meu rancorzinho com ela não vai me impedir de curtir a história! 🙂

    Att.,
    Eduarda Henker
    http://www.queriaestarlendo.com.br

    Resposta
  • 31 de agosto de 2016 em 21:42
    Permalink

    Olá,

    Primeiro, eu gostaria de parabenizar pelo review, queria conseguir me expressar tão bem assim. Segundo, estou louca para assistir esse filme, porque filme com a Ingrid não tem como ser ruim 🙂

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+