A Mediadora: Lembrança [Resenha Literária]

Eu confesso que demorei um pouco para me concentrar na leitura de A Mediadora: Lembrança de Meg Cabot, porque eu sabia que assim que eu me envolvesse não haveria como voltar e eu chegaria ao fim da história. Depois do impacto com a notícia de que haveria um novo livro depois de tantos anos eu sabia que haveria a dor de perder novamente todos aqueles personagens cativantes, mas é o sacrifício que o leitor é obrigado a fazer se quiser viver uma história.
Eu não sabia o que esperar deste novo livro e o que encontrei foi um livro delicioso, envolvente, fácil de ler e de emocionar.
Suzannah e Jesse estão mais velhos, mais maduros, mais comprometidos ainda e foi bem gostoso saber quem eles se tornaram como adultos. Jesse conseguiu realizar seu sonho de quando era fantasma e Suzannah ainda estudando e trabalhando na sua antiga escola, mesmo sem remuneração, se tornou uma adulta divertida e desbocada!
Desta vez Suzannah tem que lidar com a ameaça e chantagem de seu velho amigo Paul para salvar o amor de sua vida enquanto tenta ajudar uma fantasminha criança, Lucia, que acompanha uma adolescente e a protege de tal forma que as pessoas perto de Becca passam a correr risco de vida, e o Padre Dominic fica sabendo exatamente o que isso significa. E é ai que a coisa fica bem séria! Meg Cabot pega a história desta criança para contar como adultos podem ser cruéis e Suzannah pode ser corajosa e disposta a tudo para ajudar e resolver definitivamente os problemas que encontra pela frente. Ela sabe que precisa de ajuda, mas é capaz de qualquer coisa para proteger Jesse!
Ah, o Jesse! De fantasminha camarada a noivo maravilhoso! Porém, embora ele beire a perfeição, Suzannah sente medo quando olha em seus olhos e enxerga alguma coisa que pode ser a parte mais sombria de Jesse e que pode estar viva dentro dele como consequência dele ter sido alguém que veio da morte! 
O casal assombrado mais perfeito da literatura moderna, o encontro com velhos e carismáticos personagens e suas novas histórias, são um bom motivo para ler o mais rápido possível o último livro de A Mediadora e chegar logo ao final, mesmo que seja como eu, no meio da madrugada! É para ler sem sustos, apesar dos fantasmas!
Torcendo muito para que daqui a alguns anos Cabot resolva escrever mais um pouco sobre eles.
Da parte não gostei:
Não gostei, não muda nada, não faz diferença, mas a decisão editorial de mudar o apelido como Jesse carinhosamente chamava Suzannah não me agradou. Mesmo que a intenção seja de mostrar que o relacionamento dos dois saiu de um nível para outro bem mais elevado, me foi tirada a sensação gostosa de nostalgia, o modo carinhoso de Jesse chamar sua amada. O que me incomodou foi que ela menciona no livro que aquele apelido (mi amada) era usado desde sempre, o que faz com que a mudança de tradução tenha menos sentido ainda. Mas tudo bem, no meu livro eu rabisquei o apelido atual e coloquei o antigo (mi hermosa).



Dados do Livro

Título: A Mediadora: Lembrança
Título original: Mediator Vol.7
Autora: Meg Cabot
Marise Ferreira

29 thoughts on “A Mediadora: Lembrança [Resenha Literária]

  • 9 de agosto de 2016 em 21:42
    Permalink

    Olá! Tenho muita vontade de ler todos os livros da Meg, mas por enquanto o único que li foi o seu conto em O Livro das Princesas. Essa história parece ser ótima, quero ler os livros!

    Beijinhos,

    Bia – Blog Escrevendo Mundos

    Resposta
    • 10 de agosto de 2016 em 00:52
      Permalink

      Livros da Meg são fáceis de ler, acho que quem lê gosta.

      Resposta
  • 9 de agosto de 2016 em 23:11
    Permalink

    Eu quero muito ler este livro, mas ao mesmo tempo já to puta da cara com ele antes mesmo de comprar o meu exemplar. Sempre gostei muito do Paul e nunca entendi o ódio e desprezo da própria Meg em relação a ele. Ok que ele tinha algumas atitudes não muito legais, mas acho que ele se redimiu e muito no decorrer da série. Então dá pra entender como fiquei decepcionada quando li a sinopse desse livro, né? mimimi

    Att,
    Eduarda Henker
    Queria Estar Lendo

    Resposta
    • 10 de agosto de 2016 em 00:52
      Permalink

      Eduarda, eu acho que Meg realmente não gosta do Paul não, rsrsrsrs. Obrigada por comentar.

      Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 00:25
    Permalink

    Oi, tudo bem?
    Então, eu fiquei meio voando nessa resenha pois ainda não li nenhum livro da Meg, mas tenho muito curiosidade sobre essa série, sempre vejo comentários positivos sobre ela. Mas sua resenha ficou ótima, parabéns.

    Beijos
    Brilliant Diamond

    Resposta
    • 10 de agosto de 2016 em 00:54
      Permalink

      Jéss, esta série da Meg é deliciosa de ler, não vai se arrepender. Obrigada por comentar.

      Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 00:34
    Permalink

    Oi! Foi muito bom voltar ao universo de A Mediadora e ver que a autora manteve os personagens com as mesmas características marcantes que já haviam nos conquistado. A Suze mesmo adulta ainda é uma comédia.

    Também fiquei sentida com a ausência do mi hermosa.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta
    • 10 de agosto de 2016 em 00:55
      Permalink

      Obrigada pelo apoio quando ao apelido Cida, eu precisava disso, sério! obrigada por comentar.

      Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 00:35
    Permalink

    Oi, tudo bem?
    Então, eu fiquei meio voando nessa resenha pois ainda não li nenhum livro da Meg, mas tenho muito curiosidade sobre essa série, sempre vejo comentários positivos sobre ela. Mas sua resenha ficou ótima, parabéns.

    Beijos
    Brilliant Diamond

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 00:58
    Permalink

    Foi mesmo falta de atenção da tradução pra mi hermosa, um detalhe bobo que pra nós fãs faz diferença. Também gostei muito de Lembrança, foi uma nostalgia gostosa rever os personagens que fizeram parte da minha adolescência. Acho que a Meg também se empolgou e escreveria mais uma série inteira se quisesse, mas pra mim aquele final ficou perfeito. Só aceitaria se ela escrevesse uma série pras trigêmeas mediadoras, ia ser demaaais!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 01:23
    Permalink

    Já ouvi falar dessa série, mas não li nenhum dos livros. Apesar de não ser muito meu estilo, confesso que fiquei curiosa pra ver o começo disso tudo aí.

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 02:45
    Permalink

    Vou ler, capa linda e adorei os anéis da Gabi. Bjs.

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 03:00
    Permalink

    Oi, Marise. Eu nunca li essa série da Mag mas sei que é uma das melhores séries sobrenaturais que existem. Eu parei de ler séries assim porque meio que perdi a vontade, o prazer, mas é uma delícia saber que os livros da Mag, independente do gênero, fazem o maior sucesso.
    Beijo! Leitora Encantada

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 03:13
    Permalink

    Eu nunca li essa série mas ouço falar bem demais dela. Além de tudo, eu adoro a escritora.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 04:12
    Permalink

    Oi
    que bom que gostou do livro, sempre vejo falarem bem dos livros. Eu recebi esse livro, agora preciso comprar os outros 6 que sempre tive curiosidade de ler, se não aguentar leio em e-book mesmo. A capa está linda.

    momentocrivelli.blogspot.com

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 04:26
    Permalink

    Oie!
    Achei a capa maravilhosa e tô vendo muita gente comentar bem sobre esse livro.
    Teve até um Clube do livro aqui na minha cidade só sobre ele.
    O problema é que eu não li os outros da série e agora fica difícil de acompanhar.
    De qualquer forma, tenho muita vontade de ler mais Meg Cabot. =)

    Bjos,
    http://helendutra.com/

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 12:32
    Permalink

    Oiii, tudo bem?
    Eu não sou a maior fã da Cabot 😛
    Li recentemente alguns dos seus trabalhos e não aprovei 😛
    Acho que ela escreve bem e tudo o mais, mas ela dá uns close muito errado 🙁
    E a necessidade de sexo de suas personagens me irritam 😛
    Mas acho que um dia ainda irei ler a Série a mediadora. Não sou a maior fã de histórias sobrenaturais, mas ainda assim, gosto de dar uma chance 🙂
    E é tão bom quando os autores decidem lançar um novo livro =D
    Eu estou ansiosa pelo meu Harry Potter e a criança amaldiçoada :3
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 13:41
    Permalink

    Oi…
    Eu ainda não li esse e fiquei meio assim ao saber que tem algumas mudanças, mas vou colocar ele na lista.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 14:51
    Permalink

    Olá, Marise.
    Não conheço a série, mas sei que ela em uma legião de fãs. É bom ver que alguns autores conseguem cativar seus leitores e manter o bom nível dos escritos durante anos.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos – Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 15:33
    Permalink

    Olá!
    Não conheço a série, mas vi muitos comentários positivos sobre esta autora. Fiquei interessada em ler pois sua resenha me motivou.
    http://www.donadegato.com
    Beijos!

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 17:44
    Permalink

    Oiii

    Ainda preciso conferir essa série, da Meg li um ou dos livros apenas mas me lembro que curti a escrita dele, leve e fresca. Aos pouquinhos quero ver se consigo ler essa série

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 18:08
    Permalink

    Olá, Marise!
    Não li a série, então nem posso opinar muito. Mas sie da sensação que é reencontrar personagens queridos depois de muito tempo, é angustiante e maravilhoso. Entendo também essas pequenas cismas que nós, leitores, temos com pequenos detalhes, como esse do apelido, haha.

    ENTRETANTO • INSTAGRAMTWITTER

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 19:47
    Permalink

    Olá, Marise.
    Essa capa está linda mas não vai combinar com os outros hehe. Eu amo essa série da Meg. Foi uma das primeiras séries que li me apaixonei pelo Jesse. Fico querendo ler e ao mesmo tempo não querendo. Eu amei o final e fico com receio de ter mudado muita coisa e eu acabar me decepcionando. Mas pelo o que você disse só mudou mesmo o jeito dele chamar e nem foi ele hehe.

    Blog Prefácio

    Resposta
  • 10 de agosto de 2016 em 19:52
    Permalink

    Recebi este livro da Record, porém, não li os anteriores ainda, então acho que terei que esperar, lê-los primeiro pra fazer direitinho em sequência, sabe?
    Mas me encantei com a estória e estou animada.
    Beijinhos,
    Alice
    http://www.wonderbooksdaalice.com

    Resposta
  • 11 de agosto de 2016 em 13:46
    Permalink

    Essa série é uma das melhores que realmente já li! Eu sempre me deliciava com as história da Meg, mas após ler A Mediadora fiquei encantada. Só de lembrar já sinto saudade de ouvir "mi hermosa", quer dizer, imaginar isso haha. Não vejo a hora de poder ler, na época em que li os anteriores quase fiquei deprê porque a série tinha acabado e minha vontade era que isso nunca ocorresse.

    Beijo
    http://www.leitorasvorazes.com.br

    Resposta
  • 13 de agosto de 2016 em 00:58
    Permalink

    Oi Marise,
    Eu adorei essa livro! Uma nostalgia tão boa…
    Como eu estava com saudades da Suzannah e do Jesse *-*
    Gostei mais dessa continuação do que a de 'O Diário da Princesa'.
    Meg é diva!!!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 15 de agosto de 2016 em 15:58
    Permalink

    oi
    Amei a resenha, este livro já está na minha lista de desejados, também gostei muito da série e é sempre bom rever nossos personagens preferidos. Se não fosse pela sua resenha realmente não iria me lembrar qual era o apelido carinhoso que Jessica utilizava anteriormente, então isso não vai me incomodar. Achei a capa Linda.
    Abraços, 
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Top Comentarista de agosto, serão 3 ganhadores e você pode ganhar um livro a sua escolha

    Resposta
  • 21 de agosto de 2016 em 14:01
    Permalink

    Oi Ma!
    Eu confesso que depois de tantos anos, eu esperava mais do livro. Eu adorei reencontrar os personagens novamente, mas o ar mais picante da história não me agradou muito não. Além disso, achei que no fim, os problemas se solucionaram com muita facilidade. Devido a todo o misterio no começo, imaginei um fim empolgante tipo o de A Hora Mais Sombria, mas foi mediano pra mim. Esperava mais, com certeza. Mas mesmo assim foi gostoso rever a Suze e a narrativa da Meg.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+
Crítica: A Esposa do meu marido Dorama: Diva à Deriva Dorama: Nosso Destino 5 doramas dublados no Star+