O Príncipe de Westeros e Outras Histórias [Resenha Literária]

Para todo bom fã um sobrenome é o suficiente, e essa parece
ter sido a ideia da editora ao mudar radicalmente o nome da obra e colocar em
letras garrafais George R. R. Martin na capa, com o título de Rogues, algo
como  patifes, canalhas ou  trapaceiros, que fique a escolha do cliente, já a versão nacional ganhou o titulo de O Príncipe de Westeros e Outras Histórias.

A introdução de Martin leva o título de Todo Mundo Ama Um
Canalha
, o autor apresenta que tipo de personagens iremos conhecer nos contos
que se seguem, canalhas de todos os tipo, ladrões, trapaceiros, cheios de
lábia, mulheres e homens, todos aqueles canalhas que recebem destaque em
livros, séries e filmes ao longo do tempo, uma introdução engraçada e gostosa
de ser lida, abrindo um livro com as mesmas características.

A versão original conta com 21 contos, porém a versão nacional
apresenta 10 contos de autores famosos que já conquistaram milhares de leitores
e outros que ainda vão conquistar, já que a obra também se mostra como uma porta de entrada
para o universo de autores pouco conhecidos.

Neil Gaiman abre a sessão canalhas com o Marquês de Carabas,
o autor leva o leitor a Londres de Baixo, cenário de seu romance Lugar Nenhum. Dessa vez o personagem passa por uma aventura em busca de seu casaco que foi
vendido após sua “morte”. A saga do Marquês por um casaco pode parecer loucura,
mas por trinta bolsos, mangas magnificas, uma gola imponente e fenda nas costas
acho que vale o esforço. O conto garante boas risadas, criaturas estranhas e
pode sem qualquer dúvida ser lido por aqueles que não tiveram contato com Lugar
Nenhum
.

O próximo conto, Proveniência foge de mundos fantásticos e
seres criados pela imaginação, David W. Ball é um autor pouco conhecido, porém, após esse conto tenho certeza de que futuramente entrará na lista de muitos
leitores. Quantas histórias uma obra de arte pode guardar? E por quantos
canalhas já passou? Acompanhamos uma obra de Caravaggio que sobreviveu a
Segunda Guerra Mundial, um general nazista, negociantes de armas, ladrões e
amantes de arte. O autor consegue dar ritmo ao conto por meio do uso de
flashbacks e narração de Max, um curador que por um acaso acaba com a obra em
suas mãos. Com uma reviravolta impressionante e inesperada o conto se mostra
como um dos melhores que integram o livro.
Gillian Flynn não desapontou em Qual é a sua Profissão? A
autora de Garota Exemplar, Objetos Cortantes e Lugares Escuros conta dessa vez sobre
uma mulher apelidada de Nerd com um emprego um tanto quanto singular, é uma
espécie de garota de programa especializada em masturbação, não entre em pânico
a autora não se aprofunda no trabalho de Nerd! Por conta do que faz a mulher
acaba por ter um problema no punho e sua cafetina lhe oferece um emprego como
médium, em um dia comum de trabalho, na medida do possível, ela conhece Susan,
uma mulher que tem problemas para se relacionar com seu enteado sombrio e os
fenômenos que acontecem no lugar onde mora. Assim, a médium embarca em uma falsa purificação
da casa, que parece precisar de uma médium real, um padre e quem sabe um
exorcista. Flynn tem uma escrita que flui de um jeito único, com um final de
tirar o fôlego e te deixar com cara de bobo em apenas um conto.

Depois de tanta empolgação Um Jeito Melhor de Morrer acaba
com todo o clima, um conto frio e confuso de Paul Cornell. Em uma realidade
paralela, no século XIX, Major Jonathan Hamilton, um espião, deve matar a sua
versão mais jovem, uma ótima ideia, mas parece que o autor espera que o leitor
já conheça o mundo apresentado e como tudo funciona. Já em Um Ano e Um Dia na Velha Theradane, Scott Lynch leva o
leitor até uma cidade em ruínas pela guerra entre magos. No meio dessa luta
conhecemos a Duquesa Invisível e seu bando de ladrões aposentados, diga-se de
passagem, os mais famosos e cheios de lábia de Theradane. Amarelle, a Duquesa,
depois de boas horas em uma taverna decide tirar satisfação sobre a guerra com
Ivovandas, a maga envolvida na guerra, sob suborno a aposentadoria de Amarelle
acaba e ela deve reunir seu bando para roubar algo totalmente impossível em um
ano e um dia. O conto é simplesmente encantador, leva o leitor para um novo
mundo e mostra os planos mirabolantes e hilários da Duquesa e sua trupe.

Patrick Rothfuss apresenta um dia na vida de Bast,
personagem de A Crônica do Matador do Rei, um dos contos mais esperados do
livro e com razão, Bast é sem duvidas o rei dos canalhas, sempre que uma
criança do vilarejo precisa de uma mentira o personagem oferece ajuda em troca
de segredos, pequenos objetos ou favores, aos poucos percebemos que tudo é
feito em benefício de Bast e esse não dá um ponto sem nó. As páginas do conto
voam, a mitologia é impressionante e mesmo sem conhecer as obras anteriores do
autor a leitura é encantadora.
Obviamente não poderia faltar O Príncipe de Westeros, Daemon
Targaryen levava uma vida de prostitutas e bebedeiras, porém, mostra-se um
cavalheiro ao casar-se com a Senhora
de Pedrarruma, em um matrimônio que fracassa. Sua busca pela coroa fracassa e
suas ambições atraíram discórdia, vindo de As Crônicas de Gelo e Fogo pode
contar com pessoas ruins e intrigas familiares. Para os fãs a história
acrescenta um pouco mais sobre o que já leram, ou mata a saudade daqueles que
estão esperando pela nova temporada da série, no entanto, para aqueles que não têm
contato não é um conto lá tão espetacular.


Canalhas por todos os lados, no passado ou presente, em
fantasias ou entre nós, é isso que é prometido e entregue em cada um dos
contos, com uma capa de tirar o fôlego e um pequeno prefácio sobre os autores. Não deixe que os canalhas escolhidos por Martin e Gardner Dozois te
passem a perna!
Dados do Livro:
Título: O Príncipe de Westeros e Outras Histórias 
Título Original: Rogues
Autores: George R. R. Martin, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Scott Lynch E Muitos Outros

Rafaela Alves

21 thoughts on “O Príncipe de Westeros e Outras Histórias [Resenha Literária]

  • 19 de julho de 2016 em 00:54
    Permalink

    Oi, Rafa.
    Não fazia ideia do que se tratava esse livro apesar de achar a capa linda, amo contos. Mas estou com minhas leituras atrasadas, mesmo assim amei saber um pouco mais sobre o livro.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 00:57
    Permalink

    Oi! Ainda não tive a oportunidade de conferir, mas sempre vejo comentários animados sobre este livro. Eu gosto da maioria dos autores, então acho que a leitura será bem proveitosa.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 01:16
    Permalink

    Oe!
    Que máximo! Não sabia desse livro!
    Acredita que eu nunca li George R. R. Martin? Eu tenho muita vontade, porque eu ouço muita gente falar dele, mas eu nunca tomo uma atitude haha Acho que um livro de contos organizado por ele pode ser um ótimo começo! E principalmente quando tem conto do Neil Gaiman haha
    Adorei!
    Se esse mundo fosse meu

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 01:29
    Permalink

    Oie Rafaela!
    Adorei a indicação! De fato estampar o nome de George R.R. Martin chama muuuito a atenção, mas pode até confundir um pouquinho né? Os desavisados podem até pensar que é um livro novo do autor, haha. Um livro que começa com um conto de Neil Gaiman certamente merece uma leitura! Gillian Flynn e Patrick Rothfuss também super representam! Vou pesquisar mais sobre a obra ♥

    Um beijo!
    Débora
    http://amorlivronico.blogspot.com.br/

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 02:27
    Permalink

    Ainda não conhecia o livro, mais parece ser bem interessante, a resenha ficou otima <3
    bellapagina.blogspot.com.br

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 04:40
    Permalink

    Oi Rafa,
    Eu gosto de contos e adorei a proposta desses.
    Claro que fiquei bem curiosa pelo do Martin haha e da Gillian!

    tenha uma ótima semana =D
    Nana – Obsession Valley

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 13:51
    Permalink

    Primeiramente, sua resenha ficou ótima! Preciso saber mais desses canalhas haha a capa já vem me chamando há um bom tempo, e agora a resenha fez o mesmo. Eu leria, sem dúvida!

    Beijo
    http://www.leitorasvorazes.com.br

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 14:01
    Permalink

    Sempre via esse livro e pensava se tratar de alguma coisa relacionada a Game Of Thrones, mas agora lendo sua resenha, percebi que do mundo de As Cronicas de Gelo e Fogo, tem é bem pouco. O titulo do livro foi bem sensacionalista tentando agarrar os fãs da série e do autor.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se o/

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 14:43
    Permalink

    Olá, Rafaela;

    Tenho uma super queda por contos, agora imagina por um compilado sobre canalhas. Já me vejo gostando do dito canalha rsrs. A capa é linda, e alguns dos autores, já ouvi falarem muito bem deles, então sem dúvida é algo que adoraria ler.

    Beijos da Camila.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 16:05
    Permalink

    Olá, Rafaela.
    Como adoro um bom canalha na literatura, acho que vou adorar a obra. Além de tudo, a ideia de trazer novos autores é bem interessante. Afinal, temos a possibilidade de conhecer outros autores.
    Excelente resenha.

    Desbravador de Mundos – Participe do top comentarista de julho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 17:39
    Permalink

    Eu preciso desse livro, estou lendo o primeiro da série Crônicas de Gelo e Fogo e assim que terminar quero ler esse, mesmo que não tenha muito a ver com a série, eu gosto do estilo do autor.

    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 20:02
    Permalink

    Olá, Rafaela.
    Tenho muito interesse em ler esse livro, só não sei quando. O que chama a atenção são os muitos nomes de autores famosos. E também quem não ama um canalha? hehe.

    Blog Prefácio

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 20:27
    Permalink

    Nunca assisti nem li nada relacionado a Game Of Thrones, mas, confesso que achei linda a capa e curiosa a resenha.

    Beijooo

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 20:38
    Permalink

    ooooi, tudo bem?
    A capa desta obra sempre me chamou a atenção, mas não sabia do conteúdo.
    Muito bom saber que a obra reúne diversos bons autores e tem contos quem premissas interessantes.
    Obrigada por compartilhar suas opiniões.

    SIGA BIO-LIVROS | PÁGINA | Produtos Natura

    Resposta
  • 19 de julho de 2016 em 20:58
    Permalink

    Oie Rafaela =)

    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas só leio resenhas positivas. E como sou fã de fantasia e a obra é composta por histórias de grandes autores do gênero isso me deixa ainda mais curiosa ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias…
    @mydearlibrary

    Resposta
  • 20 de julho de 2016 em 02:55
    Permalink

    Oi Rafa!
    Eu nunca li As Cronicas de Gelo e Fogo (o tamanho dos livros me assusta, rsrs), mas tenho curiosidade de conhecer a escrita do Martin que é sempre tão elogiada. Talvez esse livro fosse uma boa porque também já ouvi maravilhas do Patrick Rothfuss.
    Gillian Flynn arrasa sempre <3
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    Resposta
  • 21 de julho de 2016 em 14:55
    Permalink

    Oláá Rafa,
    Nossa, desde que vi o lançamento desse livro que quero ler ele, mas ainda não pude e agora com tua resenha vou infartar de curiosidade! KKKK
    Espero ler em breve!
    Bjoos

    Jovem Literário

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.