Assassino Sem Rastro [Crítica do Filme]

Alex Lewis (Liam Neeson), um assassino profissional, se recusa a completar um trabalho para uma organização criminosa e acaba se tornando um alvo. Agentes do FBI e da inteligência mexicana são trazidos para investigar seu rastro de corpos, levando-os para mais perto de Alex. Com o sindicato do crime e o FBI em perseguição, apenas uma coisa pode impedi-lo: uma doença que lhe causa grave perda de memória e afeta todos os seus movimentos. Alex agora deve questionar todas as suas ações e em quem ele pode confiar. 

Para o deleite dos amantes do gênero, o veterano Liam Neeson fica a frente no longa  Assassino sem Rastro. Com um roteiro bagunçado, tentamos entender o personagem de Liam, um assassino de aluguel que deseja se aposentar. Alex Lewis sofre de alzheimer e demonstra os primeiros sinais já no início da trama, antes de se afastar ele precisa fazer seu último serviço, contudo se depara com ações que vão além de seus princípios. Recusando o serviço, Alex vira alvo das mesmas pessoas que o contrataram, porém antes de ser pego ele começa a derrubar os envolvidos, o que desperta não só a fúria da riquíssima Davana Sealman (Monica Bellucci), como também desperta a atenção dos investigadores Vincent Serra (Guy Pearce) e Amisted (Taj Atwal), que passam a perseguir o assassino na tentativa de relacionar este caso com o do assassinato do empresário Ellis Van Camp (Scot Williams). 

O filme de Martin Campbell gira o eixo e foca na investigação policial – que, por sua vez, traz um quebra-cabeças tão disperso, que custa para o espectador conseguir encaixar todos os elementos sozinho e entender a estrutura do longa. 


Baseado no livro de Jef Geeraerts e Carl Joos, Assassino Sem Rastro é um filme de ação confuso, bagunçado e que não se decide se quer ser do gênero ação ou se suspense policial. Com toda essa instabilidade quem sofre são os atores, Liam Neeson mal aproveitado, junto com Guy Pearce em papel secundário, quando, na verdade, era para ser o principal e uma Monica Bellucci que mais parecia uma vilã de novela mexicana barata. 

Você não pode juntar um elenco de peso e dar um roteiro bagunçado, poderia ser um bom filme de ação com suspense psicológico se focasse no drama intelectual do matador de aluguel. 

Assassino sem rastro ficou mais para um filme policial meia boca do que um dos clássicos filmes de ação de Liam Neeson.

Trailer

FICHA TÉCNICA

Título: Assassino sem rastro
Título Original:  Memory
Direção:  Martin Campbell
Data de lançamento: 9 de junho de 2022
Diamond Films Brasil / Prime Vídeo

Everton

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.