Interceptor [Crítica do Filme]

Em Interceptor, quando 16 mísseis são lançados em direção aos Estados Unidos e um violento ataque coordenado simultâneo ameaça a estação interceptor de mísseis, uma capitã do Exército é forçada a usar seus anos de treinamento tático e experiência militar para salvar a estação a qual ela está no comando – e também a humanidade. 

Com um enredo mais surrado que tapete velho em dia de faxina, Interceptor traz Elsa Pataky a frente das telas na mais nova produção da Netflix! Para os amantes do gênero de ação é muito comum ver vários filmes tratando do mesmo tema, EUA sendo atacado e alguém salvando o dia e essa produção não podia ficar de fora dessa mesmice. Aqui o dia é salvo por JJ Collins (Elsa Pataky), uma mulher que enfrentou os abusos do poder, foi humilhada e rejeitada até pelo exército, mas nunca deixou de lutar e isso fica bem claro em todas as cenas! Collins é obrigada a confrontar Alexander Kessel (Luke Bracey), um carismático e malandro ex-agente de Inteligência. 

Correndo contra o relógio, Collins deve usar toda a sua experiência e treinamento para descobrir em quem pode confiar. Enquanto isso, Kessel e seu grupo de mercenários tentam concretizar uma terrível e violenta missão.

Apesar do enredo fraco, Elsa Pataky consegue entregar o seu papel com uma boa precisão. Tudo que gostamos de ver em filme de ação é a luta, os tiros e o sofrimento até o fim e podemos ver tudo isso na atuação de Elsa, talvez esse seja o único ponto positivo que consegui enxergar nesse filme. Contudo, o longa ainda tem suas reviravoltas no fim, deixando uma ponta para uma possível sequência! É claro que a pontinha feita por Chris Hemsworth não podia ficar de fora,o astro faz parte da produção executiva do longa e também é marido da atriz Elsa Pataky, uma participação bem singela que ao meu ver não tinha necessidade. 

Se você gosta de filmes de ação com uma pitada de drama, Interceptor é uma boa escolha.

TRAILER

FICHA TÉCNICA

Título: Interceptor
Direção: Matthew Reilly
Data de lançamento no Brasil: 3 de junho de 2022
Netflix

Everton

One thought on “Interceptor [Crítica do Filme]

  • 8 de junho de 2022 em 12:16
    Permalink

    Fiquei curioso em ver. Parece ser um bom entretenimento.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está de volta com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.